Prefeituras de Rio Negro (PR) e Mafra (SC) reajustam tarifa do transporte público e rural

Publicado em: 24 de agosto de 2019

Foto: Alexandre F. Gonçalves

Viação Santa Clara atende as duas cidades que, apesar de estarem em estados diferentes, formam um aglomerado urbano de cerca de 90.000 habitantes

ALEXANDRE PELEGI

A Viação Santa Clara, responsável pelo serviço de transporte público de Mafra, em Santa Catarina, e Rio Negro, no Paraná, vai reajustar as tarifas a partir deste domingo, 25 de agosto de 2019.

A Santa Clara tem 8 rotas de Ônibus em Mafra e Rio Negro e 313 paradas de Ônibus.

As duas cidades, apesar de estarem em estados diferentes, estão localizadas em margens opostas do Rio Negro, mas unidas em pontos de travessia, formando um aglomerado urbano de cerca de 90.000 habitantes. Dados do IBGE de 2016 apontavam Mafra com 55.611 habitantes e Rio Negro com 33.628.

Segundo comunicado da Viação, e após autorização das duas prefeituras, a tarifa do transporte coletivo das linhas municipais e da linha interestadual Faxinal/Bom Jesus será de R$ 3,75. O último reajuste havia sido concedido em maio de 2017, portanto há mais de dois anos.

No caso de Rio Negro, a prefeitura publicou um decreto com o aumento da tarifa. Já no caso de Mafra, há um contrato de prestação de serviço em andamento.

Segundo o Decreto da prefeitura de Rio Negro, para a linha com característica rural, da Fazendinha até a Sede do Município, o valor da tarifa passará para R$ 6,00.

CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL

As Prefeituras de Mafra (SC) e Rio Negro (PR) estão decididas a implantar o Consórcio Intermunicipal de Mobilidade Urbana – CIMU.

Com leis ratificadoras já aprovadas pelas duas Câmaras Municipais, os dois municípios deliberam agora para a efetivação do consórcio. Isso implicará que tanto os sistemas municipais, quanto a linha semiurbana, poderão ser integrados e atendidos por apenas uma licitação, acabando com a obrigatoriedade de cada cidade ter de promover um processo licitatório para o transporte coletivo.

As duas cidades estão usando como referência um modelo de consórcio já existente, que reúne duas cidades de estados diferentes, como é o caso do CIMU de Teresina (Piauí) e Timon (Maranhão), já autorizado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e em funcionamento há mais de dois anos.

Com a aprovação da ratificação do Consórcio, a ANTT poderá dar anuência aos municípios para que eles administrem a linha interestadual Faxinal/Bom Jesus. Outro avanço será a unificação dos sistemas de Mafra, Rio Negro e Interestadual em um único sistema.

rionegro_aumentoTarifa.jpg

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta