Prefeitos do ABC Paulista solicitam inclusão da região em expresso turístico da CPTM até Santos

Em encontro com portais de mobilidade, dentre os quais, o Diário do Transporte, presidente da CPTM disse que não há nada programado para ligação turística e que testes foram para trem intercidades

JESSICA MARQUES/ADAMO BAZANI

O Consórcio Intermunicipal Grande ABC, composto pelas prefeituras do ABC Paulista para elaboração de projetos com caráter regional, informou em nota que vai solicitar à CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) a inclusão da região nos estudos que estão sendo elaborados pela estatal para a retomada de transporte de passageiros por trilhos entre a capital e a Baixada Santista.

A proposta surgiu por meio de reuniões do Grupo de Trabalho (GT) Turismo do Consórcio e foi aprovada pelos prefeitos da região durante a reunião mensal realizada nesta terça-feira, 06 de agosto de 2019.

O projeto estudado pela CPTM compreende a criação de um expresso turístico que partiria da Estação da Luz, no centro da cidade de São Paulo, indo até o terminal de embarque dos navios de cruzeiro no Porto de Santos.

“Vamos pedir à CPTM que leve em conta esse potencial turístico da região para que esse trem ao litoral tenha paradas no Grande ABC. Ainda não definimos quais cidades poderiam receber esse serviço, a ideia é que seja em locais que tenham perfil turístico. A decisão ficará a cargo dos técnicos da CPTM, mas nosso pedido é que a região tenha ao menos uma estação desse expresso”, disse o presidente do Consórcio ABC e prefeito de Santo André, Paulo Serra.

Em junho, o presidente do Consórcio ABC e prefeito de Santo André, Paulo Serra, acompanhou o vice-governador, Rodrigo Garcia, e o secretário estadual de Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, em uma viagem teste que partiu da estação Rio Grande da Serra e passou por Paranapiacaba, distrito andreense. O prefeito de Rio Grande da Serra, Gabriel Maranhão, também acompanhou o grupo.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2019/06/26/autoridades-participam-de-viagem-teste-de-expresso-turistico-da-capital-paulista-ate-santos/

Na ocasião, o vice-governador disse que ainda não há definições quanto ao cronograma de implementação do projeto.

“Estamos analisando tecnicamente as condições das vias, embasando estudos para a implantação do Trem Intercidades São Paulo-Santos”, afirmou Rodrigo Garcia após a viagem teste.

Mas em encontro com sites de mobilidade no dia 30 de julho de 2019, dentre os quais, o Diário do Transporte, o presidente da CPTM, Pedro Moro, disse que os testes de trilhos realizados em junho no trecho para a Baixada foram com vistas para o Trem Intercidades, e que a companhia não cogita para o momento um serviço turístico para o litoral.

“O teste foi para conhecer o estado das vias por conta do trem intercidades, para entender como é o estado das vias. O trem intercidades não pode ficar restrito somente ao [projeto] São Paulo-Americana. O ideal é fazer os quatro principais eixos da cidade de São Paulo com destino a Sorocaba, São José [dos Campos] e Santos [também]. A gente foi ver como está toda a infraestrutura em direção a Santos. Não tem nada programado para turístico, nada. Foi só uma prospecção de vias. A infraestrutura de via está boa, mas tem carga bastante expressiva”- disse o presidente da CPTM.

Ouça:

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

3 comentários em Prefeitos do ABC Paulista solicitam inclusão da região em expresso turístico da CPTM até Santos

  1. RICARDO FERREIRA // 6 de agosto de 2019 às 19:09 // Responder

    Prestem atenção Exmos. Prefeitos… O proposto pelo governador foi o Trem Intercidades… e não o Expresso Turístico!!

  2. Seria uma boa o intercidades, porém o expresso turístico também seria muito interessante.

  3. Amigos, bom dia.

    Considerando-se a idade desse trecho e a tecnologia da época; é mais barato, prático, eficiente e eficaz; fazer tudo NOVO.

    Basta comprar:

    Rodovia Anchieta; Rodovias Imigrantes-1 e Rodovia Imigrantes-2.

    Talvez deixar o turístico na linha antigona pode ser legal; mas lembre-se outro dia o trem turístico de Paranaguá deu uma pane e ficou horas parado na serra; há comentários que não foram horas agradáveis.

    Parem de querer remendar tudo e usar muleta.

    CHEGA DE DESPERDÍCIO DO DINHEIRO DO CONTRIBUINTE.

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta