Remanejamento de trens entre linhas da CPTM gera aditivo em contrato de manutenção

Aditamento se refere à série 8000, sendo usada nas linhas 8 e 9 da rede

ADAMO BAZANI

Um remanejamento de trens entre linhas da CPTM não se restringe apenas em trocar de modelos de composição nos trajetos.

Em alguns casos, é necessário alterar também contratos com fornecedores de equipamentos, peças e serviços.

É o que ocorreu com os trens da série 8000, cujo contrato com a concessionária CTrens – Companhia de Manutenção previa prestação de serviços de manutenção preventiva, corretiva, revisão geral e modernização da frota apenas para a linha 8-Diamante (Júlio Prestes Amador Bueno).

As composições também são usadas na linha 9-Esmeralda (Osasco – Grajaú), o que obrigou a mudança do contrato.

Data: 05/07/19 – Finalidade: Consignar que os trens da Série 8000 também poderão ser utilizados, a critério da contratante e dentro dos seguintes limites de utilização estabelecidos, na Linha 9-Esmeralda

O contrato traz cronogramas para a manutenção da quantidade de trens:

  • até 31/12/21: 12 trens
  • de 01/01/22 até 31/12/23: 9 trens
  • de 01/01/24 até 30/06/25: 6 trens
  • de 01/07/25 até o final do período do contrato: 2 trens; alteração

O aditamento ainda estipula que a CPTM e a CTrens formulem um procedimento técnico e operacional para o uso do modelo de trem nas duas linhas.

Procedimento Técnico-Operacional para utilização dos trens da Série 8000 nas linhas 8 e 9 da CPTM” no prazo de até 10 dias da assinatura deste Termo de Aditamento, o qual deverá abordar todas as  condições a serem respeitadas pelas partes na alocação da frota para cada linha. O “Procedimento
Técnico-Operacional para utilização dos trens da Série 8000 nas linhas 8 e 9 da CPTM” integrará o Termo de Aditamento e constituirá obrigação entre as partes – Parecer GRJ nº 599 de 27/06/19.

O termo, tornado público nesta sexta-feira, 12 de julho de 2019, é de 05 de julho, dois dias depois do anúncio do governador João Doria e do secretário de transportes metropolitanos, Alexandre Baldy, anunciarem a modernização da linha 10-Turquesa (Brás – Rio Grande das Serra), que recebeu nesta semana composições da série 7000 (2009/2010), que também estavam presentes na Linha 9.

O aditamento não traz valores.

Os trens da série 8000 foram fabricados pela CAF entre os anos de 2011 e 2012, com início de operação em 2012, segundo o site da CPTM.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes 

1 comentário em Remanejamento de trens entre linhas da CPTM gera aditivo em contrato de manutenção

  1. José Luiz De Martini // 13 de julho de 2019 às 16:05 // Responder

    O cronograma deixa claro que o governo imagina uma nova contratação para a linha 10 devolvendo a frota para o sistema das linhas 8 e 9. Seria isto?

Deixe uma resposta