Japeri, na Grande Rio, altera data de licitação para contratação de Plano de Mobilidade

Publicado em: 5 de julho de 2019

Foto: Augusto da Silva Araújo

Empresa que vencer certame ficará responsável pela estruturação do sistema integrado de transporte coletivo e elaboração de minuta de edital para licitação

ALEXANDRE PELEGI

Japeri, município da região metropolitana do Rio de Janeiro (RMRJ) com mais de 100 mil habitantes ainda não tem Plano de Mobilidade Urbana (PMU), exigência da Lei que instituiu a Política Nacional do setor.

A obrigatoriedade foi definida pela Lei 12.586/2012, que determinou que cidades com mais de 20 mil habitantes devem adotar essa medida.

Em fase de licitação para contratação de uma consultoria especializada para a elaboração do PMU, a prefeitura da cidade fluminense alterou a data para entrega dos envelopes para 23 de agosto de 2019.

O aviso foi publicado no Diário Oficial de União desta sexta-feira, 5 de julho de 2019. A licitação já havia sido suspensa em 31 de janeiro de 2019, segundo a prefeitura “devido a necessidade de alterações no Edital“.

japeri

A licitação, na modalidade tomada de preços, visa contratar os serviços de uma consultoria técnica especializada cuja função será a elaboração do PMU de Japeri.

A empresa vencedora do certame deverá ainda estruturar o sistema integrado de transporte público coletivo de passageiros por ônibus, “através da elaboração do projeto que resultará em uma minuta de edital, minuta de contrato e acompanhamento licitatório”.

O critério de julgamento será pela composição de técnica e preço.

O Edital com as especificações da licitação encontra-se no portal eletrônico da Prefeitura Municipal de Japeri, http://www.japeri.rj.gov.br

Dados de uma pesquisa do IPEA – Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, vinculado ao Ministério da Economia, o município de Japeri tem o maior tempo médio de deslocamento casa-trabalho do mundo.  Com baixíssima oferta de empregos, mais da metade da população é obrigada a sair diariamente do município para buscar oportunidades de trabalho em outras regiões da RMRJ.

Com essa dependência por empregos em municípios do entorno, cresce a importância dos trens metropolitanos para a circulação para fora da cidade, e o uso de transportes alternativos como mototáxi e vans, além de ciclovias, para a circulação interna.

Um modelo de transporte por ônibus urbano municipal é o desafio do PMU que deverá ser construído em Japeri. Na cidade há três linhas locais: Guandu, Santa Terezinha e Cosme e Damião. As demais são intermunicipais, como Nova Iguaçu- Japeri, Queimados- Japeri, Paracambi-Japeri e Central-Japeri.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta