SPTrans diz que Transunião será multada por paralisação: 18 linhas foram afetadas

Publicado em: 2 de julho de 2019

Motoristas reclamam de atrasos em pagamentos

ADAMO BAZANI

A SPTrans – São Paulo Transporte vai multar a Transunião, ex-cooperativa de transporte da zona Leste que formalmente se transformou em empresa, por descumprimento de partidas e horários na manhã desta segunda-feira, 02 de julho de 2019.

Uma manifestação de funcionários na região da estação Guaianases prejudicou as operações no início da manhã.

Os trabalhadores dizem que há atrasos em pagamentos de salários e benefícios.

A empresa Transunião Transportes S.A., que teve origem na garagem 3 da cooperativa Associação Paulistana, além de operar o lote de Distribuição D 3 (Área Operacional Nordeste 1) assumiu parte da operação da área 5- Sudeste da capital paulista, referente ao subsistema local da região no lugar da Imperial Transportes Urbanos, que teve origem na cooperativa Nova Aliança.

Segue nota da SPTrans:

Ao
Diário do Transporte
A/C Adamo Bazani

Atualizado às 9h45

A SPTrans informa que ao todo, 18 linhas de ônibus operadas pela empresa têm suas circulações afetadas durante esta manhã, em virtude da manifestação dos operadores na região de Guaianazes, Zona Leste da Capital. São elas:

2004/10 Jd. Nsa. Sra. do Caminho – CPTM Guaianazes
2009/10 Jd. Robru – CPTM Guaianazes
2021/10 Jd. Bandeirantes – CPTM Guaianazes
2201/10 Div. de Ferraz – CPTM Guaianazes
2202/10 Hosp. Itaim – CPTM Guaianazes
3026/10 Vl. Iolanda ll – CPTM Guaianazes
3033/10 Guaianazes – São Mateus
3064/10 Cid. Tiradentes – CPTM Guaianazes
3754/10 Inácio Monteiro – Metrô Itaquera
4051/10 Jd. São Paulo – CPTM Guaianazes
4052/10 CPTM Guaianazes – Metrô Itaquera
4055/10 CPTM Guaianazes – Vl. Solange
4056/10 Pq. Boa Esperança – Term. São Mateus
2705/10 Jd. Fanganielo – Metrô Itaquera
3033/10 Guaianazes – São Mateus
3006/10 Jd. Fanganielo – CPTM Guaianazes
2708/10 Jd. Lajeado – Metrô Itaquera
407T/10 Jd. Redil – Metrô Itaquera

Técnicos da SPTrans permaneceram na região monitorando a operação do transporte público e orientando os passageiros a utilizarem linhas que possuem trajetos similares.

A empresa TransUnião será multada pelo descumprimento das partidas programadas para a manhã desta terça-feira, 2 de julho.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Alfredo disse:

    Tem que parar mesmo, ganham menos que as outras empresas, dirigindo e cobrando passagem , um absurdo que o prefeito Covas não dá qualquer importância, mas as eleições vêem aí e depois não reclama

  2. Adriano disse:

    Boa tarde pessoal isso ñ é um fato isolado. Já muito tempo que essa situação vem acontecendo, e a prefeitura ñ vem tomando nenhuma atitude com essa empresa. E seus funcionários tem família e contas para pagar. Em fim cade as responsabilidades desses administradores da sptrans .

  3. Ricardo disse:

    Isso é uma vergonha deixar pai de família com salários atrasados fora os vale refeição atrasados e sexta básica atrasadas fora o salário defasa e ninguém da SPTrans toma atitude de cair em cima na parte da diferença de salário atual 1790 que era para pagar 2,800 isso é uma vergonha e temos a mesma responsabilidade mas isso não adianta,a garagem comprando outra garagem aliança e país de famílias sem receber isso é uma vergonha e ninguém resolve nada .

  4. José Roberto Rosa Milares disse:

    EXISTE ADVOGADO para DEFENDER os direitos de quem TRABALHA, mas estes funcionários se ILHAM NUM MUNDO SEM LEI…e fazem estas paralizações, sem orientação jurídica…

Deixe uma resposta