Empresas de ônibus de Petrópolis (RJ) lançam Simulador de Tarifas

Segundo o Setranspetro, fim da função de cobrador e subsídio para gratuidades poderia reduzir preço da tarifa. Foto: Divulgação.

Com ferramenta, sindicato das viações pressiona Prefeitura a conceder isenção tributária e reajuste no preço da passagem

JESSICA MARQUES

O Setranspetro (Sindicato das Empresas de Transportes Rodoviários de Petrópolis), no Rio de Janeiro, lançou um Simulador de Tarifas. Com programa, os passageiros terão acesso ao cálculo da passagem, conhecendo os componentes que mais impactam para o valor final da tarifa.

Com a ferramenta, o sindicato das empresas pressiona a Prefeitura de Petrópolis a conceder isenção tributária e reajuste no preço da passagem. Um fato está condicionado ao outro, conforme resultados mostrados pelo Simulador de Tarifas.

Na simulação, o Setranspetro destaca uma queda de R$ 0,20 no valor da tarifa, caso houvesse isenção tributária municipal.

Segundo o sindicato, a tarifa projetada para 2019 seria no valor de R$ 4,55 e foi calculada em maio deste ano. Atualmente, o preço da passagem está em R$ 4,20.

O fim da integração também é considerado pela ferramenta. Nesse caso, a passagem de ônibus poderia ser até R$ 0,28 menor, caso os passageiros que utilizam a integração pagassem uma pequena parcela no valor da tarifa integrada.

“De acordo com o Sistema de Bilhetagem Eletrônica, e com os dados oficiais, é constatado que apenas 11% dos passageiros se beneficiam do Sistema de Integração, enquanto outros 89% dos passageiros sequer o utilizam”, informou o sindicato das empresas, em nota.

FIM DOS COBRADORES E SUBSÍDIOS

O Setranspetro afirmou ainda, em nota, que o pagamento de tarifa por meio de cartão eletrônico chega a mais de 70% das transações. Desta forma, caso fosse aprovada o fim da função de cobrador, a tarifa poderia ser R$ 0,70 mais barata em Petrópolis.

“Por fim, caso a prefeitura investisse recursos para arcar com as passagens dos estudantes da rede municipal de ensino, como forma de subsídio público, a tarifa de ônibus poderia ser menor. Atualmente, as gratuidades desses alunos correspondem a 280 mil passagens por mês”, informou o sindicato.

PROJETOS DE MOBILIDADE

Ainda segundo o Setranspetro, projetos de engenharia de transporte estão sendo discutidos para a priorização do transporte coletivo, inclusive, com a criação de corredores exclusivos, que resultariam em viagens mais rápidas e eficientes.

Com a implantação da troncalização do Alto da Serra, Manoel Torres e Araras, por exemplo, o custo na passagem poderia ser R$ 0,10 menor, segundo o sindicato.

COMO UTILIZAR

O Simulador de Tarifas já está disponível no site www.simulador.setranspetro.com.br e pode ser acessado por computador, smartphone ou tablet. Na página, os passageiros poderão optar por alternativas de múltiplas escolhas e acompanharão detalhadamente o custo simulado da passagem

“A ideia é levar o máximo de informação possível para o cidadão que utiliza o transporte e realiza a compra de passagens. Sabemos que o assunto relacionado ao sistema de transporte sempre gera polêmicas, entretanto, a nossa principal intenção é levar a informação de forma transparente, clara e dinâmica aos nossos clientes. Ouvir a opinião de cada um deles é de extrema importância para o desenvolvimento do sistema de transporte”, disse a gerente do Setranspetro, Carla Rivetti, em nota.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Deixe uma resposta