Bauru aumenta tarifa do transporte coletivo para R$ 4,20

Publicado em: 29 de junho de 2019

Foto: prefeitura de Bauru

Novo valor entrará em vigor em 27 de julho

ALEXANDRE PELEGI

Bauru, cidade com 340 mil habitantes do centro do estado de São Paulo, reajustou a tarifa do transporte coletivo municipal.

Por meio do Decreto Municipal nº 14.299/2019, publicado nesta quinta-feira, 27 de junho de 2019, a prefeitura definiu o novo valor da tarifa, que passa dos atuais R$ 4,00 para R$ 4,20. O novo preço que passa a vigorar no dia 27 de julho.

Em comunicado divulgando a medida, a prefeitura afirma que a tarifa básica praticada na cidade é uma das menores do país, no pagamento em dinheiro, “se comparada com cidades do mesmo porte”.

Estudantes têm desconto de 50%, conforme legislação municipal.

Os descontos para os estudantes menores de 18 anos são custeados pela Prefeitura (25%) e pelo Sistema (25%). No caso dos estudantes maiores de 18 anos, parte dos custos também é paga pela Prefeitura (25%) e pelas empresas concessionárias (25%).

As viagens pelo sistema de integração continuam com tarifa zero, e segundo o decreto não haverá mais diferença de valor para pagamento feito em dinheiro ou cartão.

Os valores reajustados ficam assim:

-Tarifa em dinheiro ou cartão: R$ 4,20

-Tarifa estudante: R$ 2,10

-Integração: custo zero.

-Idosos de 60 a 64 anos (cadastrados): continuam com isenção.

PREFEITURA COMPARA TARIFA LOCAL COM A DE OUTRAS CIDADES DE MESMO PORTE

No comunicado à população, a prefeitura reitera que a nova tarifa de R$ 4,20 “é uma das menores praticadas no Brasil, sendo inferior às tarifas já cobradas em outras cidades de porte semelhante a Bauru”.

Jundiaí-SP: R$ 4,60

Maringá-PR: R$ 4,50

Piracicaba-SP: R$ 4,35

Santos-SP: R$ 4,30

Londrina-PR: R$ 4,25

SUBSÍDIOS

A prefeitura ressalta que desde julho de 2017, quando entrou em vigor a isenção para pessoas com idade de 60 a 64 anos, foram gastos R$ R$ 3.621.297,88 em subsídios “para garantir a gratuidade ao transporte”.

“As pessoas com idade acima de 65 anos têm gratuidade garantida por lei federal. Já para os estudantes, que têm 50% de desconto no valor da tarifa, o subsídio foi de R$ 1.054.258,70 para o período de janeiro a maio de 2019”, completa o comunicado.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta