Linhas 15-Prata e 3-Vermelha do Metrô têm operação diferenciada no fim de semana

Publicado em: 28 de junho de 2019

Linha 15-Prata volta a ser iniciada no horário habitual, às 4h40, no domingo. Foto: Divulgação.

Paese será acionado no sábado, para passageiros do monotrilho

JESSICA MARQUES

O Metrô de São Paulo informou, em nota, que as linhas 15-Prata e 3-Vermelha terão mudanças na operação neste final de semana para de testes programados e obras de modernização.

No sábado, 29 de junho de 2019, todas as estações da Linha 15-Prata permanecerão fechadas das 4h40 às 14h00 para dar continuidade aos testes programados no sistema de controle de trens.

Durante o horário de interdição, os passageiros que utilizam a Linha 15-Prata serão atendidos gratuitamente por ônibus do sistema Paese (Plano de Apoio entre Empresas em Situação de Emergência), que circularão entre as estações Vila Prudente e Vila União até a retomada da circulação dos trens, às 14h, segundo o Metrô.

No domingo, 30 de junho de 2019, a operação na Linha 15-Prata volta a ser iniciada no horário habitual, às 4h40.

Por sua vez, na Linha 3-Vermelha, a mudança na operação ocorrerá no domingo, 30. A partir das 4h40, e pelo dia todo, a circulação dos trens, no trecho entre as estações Penha e Carrão, acontecerá por uma única via (singela) com intervalos maiores entre as composições.

“Isso é necessário para dar prosseguimento às obras de modernização do sistema de sinalização de via. A recomendação do Metrô é que, no domingo, os passageiros utilizem a transferência gratuita para a Linha 11-Coral da CPTM na estação Tatuapé como alternativa em direção a Corinthians/Itaquera”, informou a Companhia do Metropolitano, em nota.

Para informar sobre as alterações programadas, o Metrô informou que emitirá mensagens sonoras pelos sistemas de som das estações e dos trens e colocará cartazes nas estações. Em caso de dúvidas, a Central de Informações do Metrô (0800 770 7722) atende diariamente, das 5h à meia-noite.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta