Após quase dez horas de paralisação, Linha 5-Lilás tem operação normalizada

Publicado em: 25 de junho de 2019

Desde o início do dia, cerca de 165 mil pessoas foram prejudicadas. Foto: Reprodução / TV Globo.

ViaMobilidade acionou Paese da Estação Capão Redondo a Santo Amaro desde o início da manhã

JESSICA MARQUES

A Linha 5-Lilás do Metrô de São Paulo teve a operação normalizada após quase dez horas de paralisação parcial. As estações Capão Redondo, Campo Limpo, Vila das Belezas e Giovani Gronchi ficaram fechadas desde às 4h40 desta terça-feira, 25 de junho de 2019.

A ViaMobilidade, concessionária responsável pela operação e manutenção da linha, informou que na madrugada ocorreu a queda de aproximadamente um quilômetro de cabos da rede aérea, o que causou o problema.

O incidente impediu a alimentação elétrica para a circulação de trens no trecho entre as estações Capão Redondo e Santo Amaro, que ficaram sem atendimento. O problema operacional já foi resolvido, segundo a ViaMobilidade.

“A queda foi ocasionada pelo rompimento dos cabos durante a manutenção preventiva, e as causas estão sendo apuradas”, informou a ViaMobilidade, em nota.

A concessionária informou ainda que ônibus do Paese (Plano de Atendimento entre Empresas de Transporte em Situação de Emergência) ficaram em operação desde às 4h40 até 14h16, atendendo os passageiros da Estação Capão Redondo a Santo Amaro.

O trecho entre as estações Santo Amaro e Chácara Klabin funcionaram normalmente durante todo o dia. Após 14h30, toda a linha já estava operando normalmente.

Desde o início do dia, cerca de 165 mil pessoas foram prejudicadas, uma vez que a estação Capão Redondo é utilizada diariamente por 90 mil passageiros; Campo Limpo, 14 mil; Vila das Belezas; 14 mil; e Giovanni Gronchi, 26 mil.

Toda a extensão da linha 5-Lilás é percorrida, todos os dias, por em média 580 mil pessoas.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

Deixe uma resposta