Em primeira assembleia, rodoviários de Florianópolis votam contra greve e a favor de proposta patronal

Publicado em: 12 de junho de 2019

Foto: Sintraturb/SC

Resta mais uma assembleia para afastar de vez a paralisação no sistema de transporte da capital catarinense

ALEXANDRE PELEGI

Em estado de greve desde esta segunda-feira, 10 de junho de 2019, motoristas e cobradores de Florianópolis decidiram, na primeira assembleia da categoria, aceitar a proposta oferecida pelo Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Florianópolis (Setuf) para a data-base.

A partir das 15h30 de hoje, 12 de junho de 2019, nova assembleia será realizada com trabalhadores que não participaram do encontro pela manhã.

A expectativa é que a assembleia da tarde repita a decisão e os trabalhadores descartem a greve.

Segundo o portal ND+, o diretor do Sindicato dos Trabalhadores no Transporte Urbano de Passageiros da Região Metropolitana de Florianópolis (Sintraturb), Deonísio Linder, não quis divulgar detalhes da proposta apresentada aos trabalhadores na parte da manhã. Segundo o portal, o motivo seria estimular a presença dos que não compareceram.

Como noticiado pelo Diário do Transporte, motoristas e cobradores da capital de Santa Catarina haviam se reunido na segunda-feira, 10 de junho, com representantes do Setuf em busca de acordo quanto ao reajuste salarial da categoria. Relembre: Rodoviários de Florianópolis adiam decisão sobre greve para amanhã, 12, a pedido do MPT

Em audiência mediada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), conduzida pela procuradora-chefe Cinara Sales Graeff, trabalhadores e empresas não conseguiram resolver o impasse, mas afirmaram que as negociações avançaram.

Da reunião, e a pedido do MPT, restou que os trabalhadores não fariam greve pelo menos até hoje, ocasião em que novas assembleias da categoria seriam realizadas.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta