Salvador vai receber 167 ônibus novos pelo Refrota

Publicado em: 30 de maio de 2019

Foto: Felipe Pessoa de Albuquerque

Veículos serão intermediados pelo Banco da Mercedes-Benz. Viamão e Porto Alegre também vão contar com ônibus da linha de financiamento

ADAMO BAZANI

A cidade de Salvador vai receber 167 ônibus urbanos zero quilômetro.

Os veículos vão ser financiados pela linha Refrota – Renovação de Frota do Transporte Público Coletivo Urbano de Passageiros, do Pro-Transporte – Programa de Infraestrutura de Transporte e da Mobilidade Urbana.

A linha de financiamento conta com recursos do FGTS – Fundo de Garantia do Tempo de Serviço.

A seleção das propostas de operação de crédito foi publicada nesta quinta-feira, 30 de maio de 2019.

Serão 92 ônibus básicos para duas sociedades de propósito específico que atuam na operação do sistema da capital da Bahia, a Ótima Transportes de Salvador SPE/AS e 75 veículos para Plataforma Transportes SPE/AS.

Para a Ótima, o financiamento é de R$ 34 milhões (R$ 34.086.000,00) e para a Plataforma, a linha vai liberar R$ 27,7 milhões (R$ 27.787.500,00).

O agente financiador será o Banco Mercedes-Benz.

VIAMÃO:

Outra empresa contemplada no Refrota é a Empresa de Transporte Coletivo Viamão Ltda.

A companhia vai comprar três ônibus no valor total de R$ 918 mil (R$ 914.868,00) para operações em Viamão e Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

O agente financeiro é o BRDE – Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul.

A Viamão já havia adquirido no ano passado 20 unidades por R$ 7,3 milhões (R$ 7.305.500,00), também com a intermediação do Banco de Desenvolvimento do Extremo Sul – BRDE.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2018/09/05/viamao-vai-receber-20-onibus-zero-quilometro-pelo-refrota/

Por enquanto, os principais financiamentos no âmbito do Refrota foram:

– VIP Transportes Urbanos Ltda (São Paulo-SP):  R$ 84,84 milhões (R$ 41,4 milhões + R$ 43,4 milhões) – 112 ônibus (40 + 72) – Banco Mercedes-Benz

– Ótima Transportes de Salvador SPE/AS (Salvador-BA): R$ 34 milhões – 92 ônibus –  Banco Mercedes-Benz

– Suzantur (Mauá-SP): R$ 30,3 milhões – 100 ônibus – Caixa Econômica Federal

– Plataforma Transportes SPE/AS(Salvador-BA): R$ 27,7 milhões – 75 ônibus – Banco Mercedes-Benz

– Viação Ponte Coberta (Mesquita, Nova Iguaçu, Rio de Janeiro, Seropédica e Nilópolis – RJ): R$ 21,8 milhões – 65 ônibus – Banco Mercedes-Benz

– Sancetur – Santa Cecília Turismo Ltda (Valinhos/SP): R$ 14,9 milhões – 45 ônibus – Caixa Econômica Federal

– Viação Mauá S.A. (São Gonçalo/RJ): R$ 12 milhões – 35 ônibus – Banco Mercedes-Benz.

– Viação União (Duque de Caxias, Magé, Belford Roxo e Rio de Janeiro – RJ): R$ 11,2 milhões – 30 ônibus -Banco Mercedes-Benz

– Viação Vila Rica (Rio de Janeiro): R$ 10,83 milhões – 30 ônibus – Banco Mercedes-Benz

– Transporte Fabio’s Ltda (Duque de Caxias/RJ): R$ 10,68 milhões – 30 ônibus – Banco Mercedes-Benz

– Viação Garcia (Londrina-PR /Maringá-PR): R$  9,5 milhões – 30 ônibus – BRDE – Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (crédito liberado em 11 de setembro de 2017)

– Gire Transportes Ltda (Rio de Janeiro-RJ): R$ 9,5 milhões – 25 ônibus – Banco Mercedes-Benz

– Viação Piracicabana (Brasília-DF): R$ 8,33 milhões – 25 ônibus – Banco Mercedes-Benz

– Empresa de Transporte Coletivo Viamão Ltda (Viamão-RS): R$ 7,3 milhões – 20 ônibus – Banco de Desenvolvimento do Extremo Sul – BRDE

– TURB – Transporte Urbano S.A. (Ribeirão Preto-SP): R$ 6,39 milhões – 22 ônibus – Banco Mercedes-Benz

– Mobibrasil Expresso S.A. (Recife-PE, São Lourenço da Mata-PE, Camaragibe-PE): R$ 5,37 milhões – 20 ônibus  Caixa – Econômica Federal

– Auto Ônibus Vera Cruz Ltda. (Duque de Caxias/RJ): R$ 5,34 milhões – 15 ônibus – Banco Mercedes-Benz

– Transcol – Empresa de Transportes Coletivos Ltda (Teresina-PI): R$ 5,2 milhões – 15 ônibus – Caixa Econômica Federal.

– Viação Campo Grande Ltda (Campo Grande-MS): R$ 6,45 milhões

– Viação Campo Grande Ltda (Campo Grande-MS): R$ 6,38 milhões

– Jaguar Transportes Urbanos Ltda (Campo Grande-MS): R$ 6,34 milhões

– TURB – Transporte Urbano S.A. (Ribeirão Preto-SP): R$ 4,04 milhões – 15 ônibus – Banco Mercedes-Benz

– Viação na Montanha Ltda (Campos do Jordão-SP): R$ 3,46 milhões  – 12 ônibus – Caixa Econômica Federal

– Expresso Maringá do Vale S/A (São José dos Campos SP): R$ 2,86 milhões – 10 ônibus – Banco Mercedes-Benz

– Insular Transporte Coletivo Ltda. (Florianópolis-SC): R$ 2,67 milhões – 04 ônibus – Caixa Econômica Federal

– Viação Cidade Sorriso de Toledo (Toledo/PR): R$ 2,21 milhões – 10 ônibus – BRDE – Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul

– Transportes Coletivos Capivari Ltda (Tubarão-SC e Capivari de Baixo-SC): R$ 2,98 milhões – 07 ônibus – Caixa Econômica Federal

– SEI EMTRACOL – Empresa de Transportes Coletivos Ltda (Teresina-PI): R$ 2,29 milhões – 06 ônibus – Caixa Econômica Federal

– Transporte Coletivo Estrela Ltda (Florianópolis-SC): R$ 1,99 milhão – 04 ônibus – Caixa Econômica Federal

– Viação Santana Ltda(Teresina-PI): R$ 1,9 milhão – 05 ônibus – Caixa Econômica Federal

– Transportes São Cristóvão Ltda (Teresina-PI): R$ 1,52 milhão – 04 ônibus – Caixa Econômica Federal

– Transportes Coletivos Cidade Verde Ltda (Teresina-PI): R$ 1,52 milhão – 04 ônibus – Caixa Econômica Federal

– Transportes Therezina Ltda (Teresina-PI): R$ 1,14 milhão – 03 ônibus – Caixa Econômica Federal

– Empresa de Transporte Coletivo Viamão Ltda (Viamão-RS e Porto Alegre-RS): R$ 918 mil – 03 ônibus – BRDE – Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul

Os valores podem variar de acordo com a data da apresentação da carta-consulta e com o tipo de ônibus.

Também há variações de valores em relação às quantidades por causa do ano em que foi solicitado e liberado o financiamento.

O Refrota foi apresentado em 2017.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Comentários

  1. Fernando da costa e silva disse:

    Quero saber se estes ônibus vão ter ar condicionado como o prometido

  2. Zé Tros disse:

    Adamo, será que vc tem como saber se o CSN-Consórcio Salvador Norte tbm fez o financiamento e quantos carros foram financiados?.

    Desde já agradeço,

    Zé Tros

Deixe uma resposta