Viamão vai receber 20 ônibus zero quilômetro pelo Refrota

Frota da Viamão deve ser renovada. Foto: Rafael Lopes de Freitas – Clique para Ampliar

Financiamento será de R$ 7,3 milhões

ADAMO BAZANI

O transporte público na cidade de Viamão, na região metropolitana de Porto Alegre, vai receber 20 ônibus zero quilômetro financiados pelo Refrota, uma linha do governo federal lançada no início do ano passado e que conta com recursos do FGTS – Fundo de Garantia por Tempo de Serviço.

A seleção da proposta foi publicada nesta quarta-feira, 05 de setembro de 2018.

O valor liberado é de R$ 7,3 milhões (R$ 7.305.500,00) e o agente financeiro é o Banco de Desenvolvimento do Extremo Sul – BRDE.

A companhia operadora é a Empresa de Transporte Coletivo Viamão Ltda.

Os ônibus devem ficar prontos ainda neste semestre.

REFROTA:

O Refrota 17, anunciado oficialmente em dezembro de 2016, travou no início de 2017. Houve vários problemas. A Caixa Econômica Federal, a primeira instituição bancária a operar a linha, exigia para liberar o dinheiro, um seguro para ônibus urbanos, que não existe no mercado. Além disso, houve problemas de defasagem dos recursos liberados frente à variação dos preços dos veículos por causa da demora da liberação do dinheiro.

Foram reservados R$ 3 bilhões para a compra de 10 mil ônibus em 2017, mas apenas uma pequena parte do dinheiro foi usada por causa do atraso no início efetivo do programa.

Por enquanto, os principais financiamentos no âmbito do Refrota são:

– VIP Transportes Urbanos Ltda (São Paulo-SP):  R$ 84,84 milhões (R$ 41,4 milhões + R$ 43,4 milhões) – 112 ônibus (40 + 72) – Banco Mercedes-Benz

– Suzantur (Mauá-SP): R$ 30,3 milhões – 100 ônibus – Caixa Econômica Federal

– Viação Ponte Coberta (Mesquita, Nova Iguaçu, Rio de Janeiro, Seropédica e Nilópolis – RJ): R$ 21,8 milhões – 65 ônibus – Banco Mercedes-Benz

– Sancetur – Santa Cecília Turismo Ltda (Valinhos/SP): R$ 14,9 milhões – 45 ônibus – Caixa Econômica Federal

– Viação Mauá S.A. (São Gonçalo/RJ): R$ 12 milhões – 35 ônibus – Banco Mercedes-Benz.

– Viação União (Duque de Caxias, Magé, Belford Roxo e Rio de Janeiro – RJ): R$ 11,2 milhões – 30 ônibus -Banco Mercedes-Benz

– Viação Vila Rica (Rio de Janeiro): R$ 10,83 milhões – 30 ônibus – Banco Mercedes-Benz

– Transporte Fabio’s Ltda (Duque de Caxias/RJ): R$ 10,68 milhões – 30 ônibus – Banco Mercedes-Benz

– Viação Garcia (Londrina-PR /Maringá-PR): R$  9,5 milhões – 30 ônibus – BRDE – Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (crédito liberado em 11 de setembro de 2017)

– Viação Piracicabana (Brasília-DF): R$ 8,33 milhões – 25 ônibus – Banco Mercedes-Benz

– Empresa de Transporte Coletivo Viamão Ltda (Viamão-RS): R$ 7,3 milhões – 20 ônibus – Banco de Desenvolvimento do Extremo Sul – BRDE

– TURB – Transporte Urbano S.A. (Ribeirão Preto-SP): R$ 6,39 milhões – 22 ônibus – Banco Mercedes-Benz

– Mobibrasil Expresso S.A. (Recife-PE, São Lourenço da Mata-PE, Camaragibe-PE): R$ 5,37 milhões – 20 ônibus  Caixa – Econômica Federal

– Auto Ônibus Vera Cruz Ltda. (Duque de Caxias/RJ): R$ 5,34 milhões – 15 ônibus – Banco Mercedes-Benz

– Transcol – Empresa de Transportes Coletivos Ltda (Teresina-PI): R$ 5,2 milhões – 15 ônibus – Caixa Econômica Federal.

– TURB – Transporte Urbano S.A. (Ribeirão Preto-SP): R$ 4,04 milhões – 15 ônibus – Banco Mercedes-Benz

– Viação na Montanha Ltda (Campos do Jordão-SP): R$ 3,46 milhões  – 12 ônibus – Caixa Econômica Federal

– Expresso Maringá do Vale S/A (São José dos Campos SP): R$ 2,86 milhões – 10 ônibus – Banco Mercedes-Benz

– Insular Transporte Coletivo Ltda. (Florianópolis-SC): R$ 2,67 milhões – 04 ônibus – Caixa Econômica Federal

– Viação Cidade Sorriso de Toledo (Toledo/PR): R$ 2,21 milhões – 10 ônibus – BRDE – Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul

– Transportes Coletivos Capivari Ltda (Tubarão-SC e Capivari de Baixo-SC): R$ 2,98 milhões – 07 ônibus – Caixa Econômica Federal

– SEI EMTRACOL – Empresa de Transportes Coletivos Ltda (Teresina-PI): R$ 2,29 milhões – 06 ônibus – Caixa Econômica Federal

– Transporte Coletivo Estrela Ltda (Florianópolis-SC): R$ 1,99 milhão – 04 ônibus – Caixa Econômica Federal

– Viação Santana Ltda(Teresina-PI): R$ 1,9 milhão – 05 ônibus – Caixa Econômica Federal

– Transportes São Cristóvão Ltda (Teresina-PI): R$ 1,52 milhão – 04 ônibus – Caixa Econômica Federal

– Transportes Coletivos Cidade Verde Ltda (Teresina-PI): R$ 1,52 milhão – 04 ônibus – Caixa Econômica Federal

– Transportes Therezina Ltda (Teresina-PI): R$ 1,14 milhão – 03 ônibus – Caixa Econômica Federal

Os valores podem variar de acordo com a data da apresentação da carta-consulta e com o tipo de ônibus.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Maria José Garcia Magalhães disse:

    Q MARAVILHOSO, NÃO aumentando o valor já exorbitante das passagens, que é VERGONHOSO!!!

Deixe uma resposta