Viação Vaz, de Santo André, inicia operação de sétimo veículo seminovo comprado neste ano

Publicado em: 26 de maio de 2019

Antes de operar no município, os modelos pertenciam à Viação Piracicabana, do Distrito Federal. Foto: Divulgação / Diário do Transporte. Clique para ampliar.

Ônibus é um Marcopolo Torino, com chassi Mercedes-Benz OF 1721 

JESSICA MARQUES

A Viação Vaz, empresa de ônibus de Santo André, no ABC Paulista, iniciou neste mês de maio a operação do sétimo veículo seminovo comprado neste ano. Antes de operar no município, os modelos pertenciam à Viação Piracicabana, do Distrito Federal.

O sétimo ônibus é um Marcopolo Torino, com chassi Mercedes-Benz OF 1721 BlueTec5, assim como os outros seis veículos, que começaram a operar na cidade em março. Todos os modelos são 2014.

O veículo vai operar na linha I03 – Parque Capuava / Bom Pastor, que parte do segundo subdistrito de Santo André, passando pelo centro da cidade.

Confira as imagens do ônibus com a pintura da Viação Piracicabana e, em seguida, da Viação Vaz:

0532baa5-8771-48f8-9c07-f21881193a6c

Foto: Divulgação / Diário do Transporte

4a88b758577db1c1448083d752d8766b (1)

Foto: Victor Hugo Guedes Pereira / Ônibus Brasil.

Em fevereiro deste ano, o Diário do Transporte esteve na garagem da Viação Vaz para conhecer os veículos e conversou com o gestor da empresa, Luiz David. Segundo o executivo, os veículos antigos eram menores, chamados micrões, com motorização Mercedes-Benz 1418.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2019/02/25/empresa-de-onibus-de-santo-andre-entrega-seis-veiculos-seminovos-para-o-transporte-coletivo/

Na última semana, o prefeito de Santo André, no ABC Paulista, Paulo Serra, prometeu novos ônibus para o transporte coletivo da cidade até o fim do segundo semestre de 2019.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2019/05/23/prefeito-de-santo-andre-estende-promessa-de-novos-onibus-para-segundo-semestre-de-2019/

Ao Diário do Transporte, Luiz David, responsável pela Viação Vaz, informou que a empresa também tem o compromisso de renovar a frota com veículos zero-quilômetro.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Comentários

  1. João Luís Garcia disse:

    Infelizmente esse é o cenário de muitas empresas atualmente, que ao invés de adquirirem veículos OKM são obrigadas a partirem para veículos semi-novos.
    Triste realidade de um setor que vem perdendo a sua capacidade de investimento, principalmente pelo fator da queda de passageiros ao longo dos últimos anos.

Deixe uma resposta