ENTREVISTA: Terminal de Ônibus Vila Prudente começa operações experimentais no dia 11 com inauguração prevista para o dia 20 , diz secretário Edson Caram

Terminal vai permitir conexão entre ônibus e trilhos. Fotos: Fábio Klein – Portal do Ônibus – Clique para Ampliar

Espaço é anexo à estação de monotrilho e da linha 2 do Metrô. Previsão inicial era de entrega em 2017

ADAMO BAZANI

O Terminal de Ônibus Vila Prudente, na zona Leste de São Paulo terá início das operações no dia 11 de maio de 2019 de forma experimental. Já a inauguração é prevista para o dia 20 de maio de 2019.

A afirmação é do secretário de Mobilidade e Transportes da cidade de São Paulo, Edson Caram, em entrevista na manhã desta sexta-feira, 03 de maio de 2019 ao Diário do Transporte

Segundo o secretário, o prazo é necessário para as adequações operacionais.

A SPTrans, gerenciadora do sistema de ônibus municipais, passou a informar algumas alterações operacionais em sua página na internet.

Pelo local, devem passar em torno de 150 mil pessoas que serão atendidas por 29 linhas e sete linhas noturnas.

Segundo a SPTrans, as linhas noturnas passam a operar no Terminal Vila Prudente a partir do dia 18 de maio.

Segundo Caram, a demora para a inauguração ocorreu por vários fatores.

“Uma coisa é aquilo que você vê pelo lado de fora, outra coisa é o interno. Demorou para ser entregue do Governo do Estado para a Prefeitura de São Paulo. E além disso, há toda uma questão de sistemas para desenvolver dentro do terminal que a partir do momento que recebeu, a SPTrans começou a trabalhar esta questão de sistema.Algumas questões de sinalização, a CET deveria ter concluído. Passo a passo isso acaba demorando um certo tempo para concluir. Isso e mais a transição do Governo para a prefeitura” – disse

Ouça a entrevista na íntegra:

O espaço é uma contrapartida do Metrô pelas obras da linha 15-Prata de monotrilho.

O antigo terminal que funcionava no mesmo local foi desativado em 2013 e tinha sido projetado para o Expresso Tiradentes (antigo Fura-Fila). Em 2010, o projeto de corredor de ônibus em continuidade do trajeto para a zona Leste foi substituído por um monotrilho.

Assim, o espaço foi assumido pelo Governo do Estado para adequação ao projeto do sistema de trens leves nos elevados.

Ao longo do período de construção, sob responsabilidade da Companhia do Metrô, o TCE – Tribunal de Contas do Estado de São Paulo chegou a apontar indícios de irregularidades como pesquisa de preços de materiais insuficiente, necessidade de maior transparência em contrações e subcontratação de serviços não autorizada.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

1 Trackback / Pingback

  1. Terminal Vila Prudente inicia operações em fase experimental a partir de sábado, dia 11

Deixe uma resposta