HyperloopTT desiste de montar centro de pesquisas no Brasil

Publicado em: 27 de abril de 2019

HyperloopTT é uma empresa norte-americana de transporte e tecnologia. Foto: Divulgação.

Projeto estava previsto para começar em 2018, mas não foi realizado por falta de verba

JESSICA MARQUES

A HyperloopTT, empresa norte-americana de transporte e tecnologia, desistiu de montar um centro de pesquisas no Brasil. O projeto estava previsto para começar em 2018 em Contagem, Minas Gerais, mas não foi realizado por falta de verba.

De acordo com informações do portal O Tempo, a Prefeitura desistiu do projeto por falta de liberação de uma verba de R$ 13 milhões do Governo do Estado.

“Fizemos um esforço, a empresa reconheceu isso, tentamos interlocução com o governo anterior e com o atual, mas, infelizmente, a situação econômica do Estado não permitiu. Recebi a notícia também com a compreensão da dificuldade que o Estado atravessa, mas é uma pena para Minas e para Contagem”, disse o prefeito Alex de Freitas.

Em comunicado à imprensa, a empresa informou na época que o projeto em sua primeira fase contaria com um investimento de US$ 7,85 milhões, resultante de uma PPP – parceria público-privada.

A HyperloopTT teria ainda o apoio, além do governo de Minas Gerais, das seguintes instituições: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Federação das Indústrias do Estados de Minas (Fiemg) e prefeitura de Contagem.

Na ocasião, o presidente da empresa, Bibop Gresta, o governador de Minas Gerais e membros do Executivo se reuniram para assinatura dos papéis que garantiriam a execução do projeto. A Prefeitura de Contagem havia cedido um terreno de 22 mil metros quadrados para a construção do centro de pesquisas.

Conforme noticiado pelo Diário do Transporte, o governador do Estado, de Minas Gerais, Fernando Pimentel, assinou um despacho que prioriza um investimento de R$ 13 milhões para apoiar o Centro de Inovação.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2018/04/08/empresa-que-desenvolve-projeto-de-trem-em-tubos-de-baixa-pressao-anuncia-centro-de-inovacao-no-brasil/

Confira abaixo a nota da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais sobre o tema, enviada ao portal O Tempo:

“Os diálogos para atração da empresa Hyperloop Transportation Technologies para Minas Gerais iniciaram-se em 2018 por esforços empreendidos pela Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG). A necessidade apresentada pela empresa seria de um apoio de R$13 milhões, valor que representaria metade do custo total de instalação do centro de P&D. Diante da característica do projeto com foco em pesquisa, e das possibilidades de financiamento que o Estado dispunha, entendeu-se como mais oportuno que o recurso fosse obtido junto à Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), entidade da administração indireta do Estado.

A Fapemig, por sua vez, informou sobre a necessidade de que, assim como qualquer projeto apoiado pela Fundação, fosse apresentado projeto e respectivo plano de trabalho para análise. Apesar da cobrança ter sido em maio, apenas em 16 de agosto de 2018 o projeto foi apresentado. A análise dos documentos realizada por consultores técnico-científicos e pela Procuradoria do Estado apontou a necessidade de ajustes, os quais foram solicitados pela FAPEMIG à Hyperloop. Porém, sem nenhum retorno desde então. Vale ressaltar que a Hyperloop não apresentou contrapartida consistente para o projeto de investimento no Estado.

A partir desse retorno, a Hyperloop buscou discutir alternativas de investimento no Estado em outras entidades de fomento que não a Fapemig.

A Codemig manifestou interesse em conhecer o projeto em mais detalhes, de forma a avaliar a viabilidade de realizar o investimento de forma direta. Em primeiro momento foi analisada a possibilidade de investimento, porém o mesmo foi reprovado por decisão do Conselho de Supervisão dos Fundos (Aerotec e Codepar).

O Estado se preocupa com permanência da Hyperloop em Contagem e está aberto para discutir novas alternativas de investimento. Porém, é importante destacar a crise econômica e fiscal que Minas Gerais enfrenta, sendo necessário readequar o valor solicitado de investimento pela empresa”.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Comentários

  1. edgardo disse:

    Nossa!! Sorte que esse projeto não saiu do papel, pq seria dinheiro não somente jogado na lixeira pelo governo do estado, também seria dinheiro roubado pela gente do Hiperloop, que somente vai de pais em pais vendendo a ilusão de um projeto técnica e economicamente 200% inviável!!

Deixe uma resposta