EMTU oficializa integração tarifária entre linhas metropolitanas para viagens até Pinheiros na zona Oeste

Linhas foram com o tempo encurtadas na região Imagem - Meramente Ilustrativa . Foto: Adamo Bazani (Diário do Transporte) – Clique para Ampliar

Duas linhas recebem passageiros de serviços que foram encurtados na Estação São Paulo –Morumbi do Metrô. Consórcio não vai poder pedir reequilíbrio econômico

ADAMO BAZANI

A EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos oficializou neste sábado, 13 de abril de 2019, a integração tarifária e física entre linhas de ônibus que tiveram o trajeto encurtado na estação São Paulo-Morumbi do Metrô e linhas que continuam com parada final em Pinheiros, na zona oeste.

De acordo com a resolução 36, da STM – Secretaria de Transportes Metropolitanos, as integrações englobam as linhas 511 Embu das Artes (Jardim Santo Antonio) – São Paulo (Metrô Morumbi), 032 Itapecerica da Serra (Parque Paraíso) – São Paulo (Pinheiros), 128 Embu das Artes (Jardim do Colégio) – São Paulo (Metrô Morumbi), via Embu das Artes (Jardim Santa Emilia) e 510 Embu das Artes (Jardim Vazame) – São Paulo (Pinheiros), operadas pelo Consórcio Intervias.

O esquema da integração na publicação oficial deste sábado é o seguinte:

– Integração entre as linhas 511 Embu das Artes (Jardim Santo Antonio) – São Paulo (Metrô Morumbi), 032 Itapecerica da Serra (Parque Paraíso) – São Paulo (Pinheiros).

Tarifa integrada: R$ 5,45

Tempo para a integração: 120 minutos.

Integração possível apenas com Cartão BOM

No sentido São Paulo, ao embarcar na linha 511 o passageiro paga tarifa de R$ 5,45, desembarca nos pontos por onde as duas linhas trafegam em comum e acessa a linha 032 sem pagamento de tarifa extra.

No sentido Embu das Artes, ao embarcar na linha 032 o usuário paga R$ 5,45, desembarca no trecho de contato das linhas e pode seguir na linha 511, sem pagamento de complemento de tarifa.

– Integração entre as linhas 128 Embu das Artes (Jardim do Colégio) – São Paulo (Metrô Morumbi), via Embu das Artes (Jardim Santa Emilia) e 510 Embu das Artes (Jardim Vazame) – São Paulo (Pinheiros).

Tarifa integrada: R$ 5,75

Tempo para a integração: 120 minutos.

Integração possível apenas com Cartão BOM

No sentido São Paulo, ao embarcar na linha 128 o usuário paga tarifa correspondente a R$ 5,30 com o Cartão BOM, desembarca no trecho de contato das linhas e acessa a linha 510, onde será descontado o complemento da tarifa integrada, no valor de R$ 0,45, utilizando o mesmo cartão.

No sentido Embu das Artes, ao embarcar na linha 510, o usuário paga tarifa correspondente a R$ 4,85 com o Cartão BOM, desembarca no trecho de contato das linhas e acessa a 128, sendo descontado o complemento da tarifa integrada, no valor de R$ 0,90, utilizando o mesmo cartão.

A integração já está em vigor, sendo, porém, necessária esta regulamentação.

Ainda de acordo com a resolução, o Consórcio Intervias não vai poder pedir reequilíbrio econômico por causa da transferência de passageiros, inclusive, no próximo reajuste tarifário.

No dia 02 de março de 2019, quatro linhas de ônibus gerenciadas pela EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos com origem em Embu das Artes, na Grande São Paulo, foram encurtadas parando no Terminal São Paulo- Morumbi da linha 4-Amarela do Metrô, operada pela ViaQuatro.

As linhas 033 e 124, que iam até o Terminal Butantã, continuaram integradas ao metrô por meio do Cartão BOM, mas desde 02 de março, a transferência ocorre no Terminal São Paulo Morumbi.

Já as linhas 128 e 511, que também passaram a parar no Terminal São Paulo-Morumbi, tinham ponto final em Pinheiros, na zona Oeste.

Ainda de acordo com a EMTU, as linhas 124 e 128 tiveram edução de tarifa.

– 033 Embu das Artes (Engenho Velho) – São Paulo (Metrô Morumbi)

Tarifa antes da mudança: R$ 5,45

Tarifa desde 02/03: R$ 5,45

– 124 Embu das Artes (Jardim Santo Eduardo) – São Paulo (Metrô Morumbi), via São Paulo (Estrada do Campo Limpo)

Tarifa antes da mudança l: R$ 5,30

Tarifa desde: R$ 4,85 (redução de tarifa)

– 128 Embu das Artes (Jardim do Colégio) – São Paulo (Metrô Morumbi), via Embu das Artes (Jardim Santa Emília)

Tarifa antes da mudança: R$ 5,75

Tarifa desde 02/03: R$ 5,30 (redução de tarifa)

– 511 Embu das Artes (Jardim Santo Antônio) – São Paulo (Metrô Morumbi) 

Tarifa antes da mudança: R$ 5,45

Tarifa desde 02/03: R$ 5,45

Desde o dia 29 de dezembro de 2018, oito linhas metropolitanas param no Terminal São Paulo-Morumbi:

036 Vargem Grande Paulista (Jardim São Marcos) – São Paulo (Metrô Morumbi)

036BI1 Embu das Artes (Jardim Tomé) – São Paulo (Metrô Morumbi), via Cotia (Rodovia Raposo Tavares)

297 Cotia (Caucaia do Alto) – São Paulo (Metrô Morumbi) via Vargem Grande Paulista (Tijuco Preto)

334 Cotia (Jardim do Engenho) – São Paulo (Metrô Morumbi) via Cotia (Jardim Barbacena)

543 Cotia (Jardim Santa Isabel) – São Paulo (Metrô Morumbi)

572 Osasco (Jardim Santa Maria) – São Paulo (Metrô Morumbi)

823 Osasco (Recanto das Rosas) – São Paulo (Metrô Morumbi)

835 São Paulo (Metrô Morumbi) – Barueri (Alphaville/Green Valley)

Conforme mostrou o Diário do Transporte , o seccionamento de linhas de ônibus na área atendida pela Linha 4-Amarela, além de ser uma reorganização nos serviços, faz parte de uma cláusula do contrato com a ViaQuatro, concessionária da ligação metroviária.

Como o encurtamento de linhas de ônibus e as obras das estações não ocorreram dentro do previsto, ViaQuatro e o Governo do Estado discutem os impactos econômicos no contrato. O Estado pode ter de ressarcir a ViaQuatro e considera a possibilidade como risco fiscal.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2019/02/20/governo-de-sao-paulo-e-via-quatro-discutem-impactos-de-sobreposicao-de-onibus-e-linha-4-amarela/

Algumas dessas linhas, já tinham sido seccionadas em 17 de outubro 2015.

A 033 e a 124, por exemplo, paravam até então nas imediações do Metrô Clínicas.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2015/10/13/emtu-altera-doze-linhas-com-origem-na-regiao-oeste-da-grande-de-sao-paulo/

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

3 comentários em EMTU oficializa integração tarifária entre linhas metropolitanas para viagens até Pinheiros na zona Oeste

  1. No dia que a população começar a processar estas empresas (inclusive a CCR) e a própria EMTU, talvez eles se tocam que a operação deles não é meramente comercial, e trabalhem com uma lógica mais eficiente e justa socialmente do que monetariamente.

    (CCR literalmente ganha sem trabalhar na linha 4, pois é linha nova montada pelo GESP. )

  2. Levando às ultimas consequências este raciocínio subjacente: O transporte coletivo urbano, sob diversos pontos de vista, poderia ser gratuito, Porém, a experiência de outras cidades, mostra que, “incompreensivelmente”, passam a ser depredado. Este item deveria ser incluído em algum manual de psiquiatria social ! Rogerio Belda

  3. As linhas 090 ( metro butanta /Jd Valo Verde Embu das Artes , nao fóram integradas ? Que tb vao ate pinheiros ??

Deixe uma resposta