Em um mês de operação, CityBus 2.0 tem 22 mil usuários cadastrados

Publicado em: 13 de março de 2019

Aplicativo de Goiânia permite que passageiros compartilhem viagens de até 14 pessoas

JESSICA MARQUES

Durante os primeiros 30 dias de operação do CityBus 2.0, 22 mil usuários foram cadastrados, o que significa um aumento semanal de 20% no número de viagens realizadas, segundo informações da empresa responsável pelo sistema, a HP Transportes Coletivos.

O CityBus 2.0 é um aplicativo de Goiânia que permite que passageiros compartilhem viagens de até 14 pessoas no mesmo veículo. O transporte pode ser solicitado por meio de um celular.

Segundo o balanço divulgado pela empresa nesta quarta-feira, 13 de março de 2019, em apenas um mês, o CityBus 2.0 percorreu o equivalente a uma volta no planeta terra: 40,2 mil quilômetros.

“A HP Transportes pontua que a distância média percorrida tem sido de 5 quilômetros, o que atesta que o usuário entendeu o conceito de Microtransit (transporte público coletivo com conceito de curtas distâncias, sem rotas e horários fixos). A empresa pondera também, que tem havido boa aceitação dos 11 setores do Centro Expandido, e uma grande solicitação dos usuários para a ampliação do serviço para outros bairros, o que só poderá ser feito após a aprovação da população neste período de teste”, informou a empresa, em nota.

O tempo médio da solicitação pelo aplicativo até o momento de embarque é de cerca de 7 minutos. Problemas de atraso de 20 minutos, como ocorreram no primeiro dia de circulação dos veículos, foram solucionados de imediato, de acordo com a empresa.

“As viagens coletivas aumentaram. Elas ocorrem mais no horário do almoço, na sexta-feira ao final do dia, quando muitas pessoas vão para um happy hour e no momento dos deslocamentos de estudantes para as universidades. No Carnaval consideramos um sucesso, pois vários grupos de foliões usaram o serviço para se divertirem com segurança”, informou o diretor de Transportes da HP, Hugo Santana.

A HP Transportes Coletivos explica que ainda existem casos de atraso de mais de dez minutos, mas argumenta que houve refinamento do algoritmo para que o problema seja resolvido.

“Estamos trabalhando para solucionar os problemas que ainda encontramos. Tem sido muito importante a participação dos usuários com feedbacks pelo APP e pelas redes sociais CITYBUSBR no Facebook, Instagram e Twitter. Podemos dizer que 100% das interações estão sendo respondidas”, disse em nota Hugo Santana.

Outro problema registrado nos primeiros dias de operação, que segundo a empresa já está solucionado, foi a instabilidade dos tablets das vans. Alguns chegaram a travar em razão de superaquecimento, foram reposicionados próximos à saída do ar-condicionado, o que resolveu o ocorrido.

O CITYBUS 2.0

Conforme já noticiado pelo Diário do Transporte, o CityBus 2.0 é um aplicativo que vai permitir que os passageiros chamem uma van com capacidade para até 14 pessoas, para realizar o trajeto que pretendem percorrer em menos tempo e por um valor mais baixo do que seria cobrado em um serviço prestado por automóvel.

Relembre: Goiânia recebe aplicativo para transporte público com tarifa flexível por distância percorrida

O aplicativo de celular tem valor mínimo de R$ 2,50 por “corrida” feita com os veículos do transporte coletivo. Segundo Hugo Santana, diretor de transportes da HP Transportes, o valor pode chegar a até R$ 10.

O Citybus 2.0 funciona de segunda-feira a sábado, das 6h às 23h, e percorre 11 bairros do Centro Expandido como os Setores Central, Sul, Oeste, Marista, Bueno, Bela Vista, Serrinha, Nova Suíça, Jardim Goiás, Universitário e Aeroporto.

Confira no mapa:

868c9ee8-f277-400b-97ec-30a11df0e8f7.jpg

O CityBus 2.0 foi desenvolvido pela HP Transportes e será implantado em parceria com a Via, uma empresa americana fundada em 2012, que atua em mais de 50 locais, com aproximadamente 40 milhões de viagens já realizadas.

Por meio do CityBus 2.0, o passageiro pode visualizar a localização do veículo, acessar a identificação do motorista, a placa do ônibus, além de avaliar como foi a viagem.

Confira o passo a passo para solicitar a corrida:

  • download do app;
  • passageiro se cadastra no aplicativo;
  • solicitação de viagem, com informações do destino e do número de passageiros;
  • usuário precisa se deslocar até o ponto indicado pelo aplicativo;
  • embarque no ônibus;
  • pagamento poderá ser feito por meio de cartão de crédito ou dinheiro.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Paulo Gil disse:

    Amigos, boa noite.

    EEEeeeeeeeeeeeeeeeeeee Goiania.

    Ai está o presente, o futuro e a salvação do Barsil.

    Parabéns!

    Att,

    Paulo Gil

  2. Delma disse:

    Excelente idéia desse transporte.
    Tem previsão para o Jardim Curitiba?

Deixe uma resposta