Modelo de concessão das linhas 8 e 9 da CPTM deve estar pronto em maio

Publicado em: 25 de fevereiro de 2019

Linhas 8 e 9 chamam a atenção da iniciativa privada. Foto: Adamo Bazani (Diário do Transporte) / Clique para ampliar

Previsão é do secretário de transportes metropolitanos, Alexandre Baldy, em reunião de conselho de desestatização

ADAMO BAZANI

Até o mês de maio deste ano, o Governo do Estado já deve ter definido qual será o modelo de concessão à iniciativa privada das linhas 08 – Diamante (Amador Bueno/Júlio Prestes) e 09 – Esmeralda (Osasco/Grajaú).

A previsão foi informada pelo secretário de Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, na reunião Conselho Diretor do Programa Estadual de Desestatização, que ocorreu no dia 19 de fevereiro de 2019.

Segundo Baldy, no encontro, os estudos, que já foram retomados, vão definir a modelagem técnica, econômico-financeira e jurídica do projeto.

“Linha 08 Diamante e 09 Esmeralda de Trens Metropolitanos Por fim, entrou em pauta o último assunto da ordem do dia, o Presidente do CGPPP referindo-se ao projeto de Concessão Patrocinada da “Linha 08 Diamante e 09 Esmeralda de Trens Metropolitanos”, sob a gestão da Companhia Paulista de Trens Metropolitano/CPTM, passou a palavra ao Secretário de Transportes Metropolitanos/STM, ALEXANDRE BALDY DE SANT’ANNA BRAGA, que relatou que foram retomados os estudos para consolidação da modelagem técnica, econômico-financeira e jurídica do projeto, com previsão de apresentá-la ao CDPED para aprovação em maio/2019, obtendo autorização para prosseguir com as etapas de audiência e consulta pública” – diz o trecho da ata.

A intenção de passar as duas linhas para a iniciativa privada ganhou força a partir de 2015, ainda na gestão do ex-governador Geraldo Alckmin, mas desde 1999 havia discussões para privatizar a CPTM.

Como noticiou o Diário do Transporte, em abril de 2016, a empresa TPI – Triunfo Participações e Investimentos S/A. apresentou uma MIP – Manifestação de Interesse Privado para uma PPP – Parceria Público Privada envolvendo as duas linhas.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2016/04/13/iniciativa-privada-interessada-em-assumir-linhas-8-e-9-da-cptm/

As linhas 8 e 9 conseguem se sustentar financeiramente, sendo superavitárias.

Já outras ligações, como a linha 7 – Rubi (Luz – Francisco Morato – Jundiaí) e 10 Turquesa (Brás – Rio Grande da Serra), são apontadas como deficitárias.

A CPTM precisa de complementos dos cofres do Estado de cerca de R$ 1 bilhão por ano porque as tarifas não bancam os custos operacionais.

Entretanto, estudos internos apontam que parte destes subsídios é necessária porque repasses que deveriam ser feitos para a empresa não são realizados, diferentemente do que ocorre com o sistema do Metrô.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Comentários

  1. José Luiz De Martini disse:

    Linhas 8 e 9 são relativamente curtas em relação às demais. Além disto são as mais modernas e operam frotas padronizadas. É com um pouco de criatividade podem ainda serem mais eficientes .

  2. Paulo Gil disse:

    Amigos, bom dia.

    Eu tenho minhas dúvidas quanto a esta “concessão”, “privatização”, “PPP” ou “sei la o que”.

    Agora que a CPTM deu uma melhorada significativa (apesar da superlotação), vão se desfazer dela ??

    Sem contar o zilhão de leis do Barsil que em nada contribui para esta relação/operação; veja o buzão de Sampa como se encontra.

    Att,

    PAulo Gil

  3. Rodrigo Zika! disse:

    Querem privatizar as linha com menos problemas? tem muita coisa estranha ai.

    1. Pois é meu amigo: é como vender parte da Embraer no exato momento que ela põe no mercado aviões à altura da Boeing para 200 passageiros…Isso sim é uma cilada, essa amarração, entregar a empresa prontinha, aos ianques.. Brasil, essa novela já vi antes.

  4. Juliana disse:

    Doria diz que e um gestor. E dono de muitas empresas. Ele como governador pode favorecer ele e seus parceiros econômicos. Essa loucura dele de privatizar tudo tá muito suspeito, fica aindaq mais estranho quando querem privatizar algo que tá dando certo….

    Tá cheirando malandragem no ar…

    1. Viu o caso da Boeing? Americanos não dão ponto sem nó,,meu amigo….é sacanagem.

  5. alex Alex disse:

    Boa noite, si for privatizar para a melhoria em todos os sentidos eu concordo no caso seria com assegurar dos usuários em relação ao trem com um ótimo atendimento , dando condições aos funcionários para todos fazeres um ótimo serviço e oferecer o melhor com todas condições , mas para isso não adianta dá melhoria numa parte e a outra parte deixar a dejesa e também não vir cobrar outra passagem do usuário ou integração para pegar o metrô que também não vai vir ajudar o usuário que precisa ser deslocar de outros bairros ou municípios vai sair muito caro para o deslocamento ,e tem mas tem gente que levar até 3 horas para ser deslocar de casa para o serviço

Deixe uma resposta para Juliana Cancelar resposta