Carrocerias Torino e Paradiso 1800 DD são carros-chefe da Marcopolo, segundo diretor do negócio ônibus

Urbanos são mais vendidos no Nordeste, segundo a Marcopolo. Foto: Divulgação.

Rodoviários da empresa são mais vendidos no Sudeste, enquanto urbanos são mais comercializados no Nordeste

JESSICA MARQUES

As carrocerias Torino e Paradiso 1800 DD são os carros-chefe da Marcopolo, segundo o diretor do negócio ônibus Rodrigo Pikussa. Ambos os modelos representam grande parte do faturamento da empresa, de acordo com o executivo.

Os ônibus rodoviários da Marcopolo são mais vendidos no Sudeste, com destaque para São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, segundo Pikussa. Os urbanos, por sua vez, são mais comercializados no Nordeste e no Rio de Janeiro, variando conforme o período.

“O nosso carro-chefe em urbanos é o Torino, que segue presente há muitos anos em versões novas. Em rodoviário, o Double Decker tem ganhado uma relevância significativa no mercado brasileiro, segue sendo nosso garoto propaganda e é um produto que tem uma relevância muito grande no nosso faturamento”, afirmou Pikussa.

Sem mencionar números, o executivo informou que as expectativas para 2019 são altas com base em vendas já realizadas neste ano. Segundo Pikussa, os resultados devem superar os que foram obtidos em 2018.

“Como todo o país, nós temos uma expectativa de que esse ano marque a retomada da economia como um todo. O ano passado já foi muito bom e a gente tem expectativa de continuar crescendo. A gente já tem sinais importantes, sinalizações de clientes com suas programações já melhores do que o ano passado. Isso nos faz ter um sentimento otimista para a concretização dos anos desse ano”, afirmou.

Na visão do executivo, urbanos, rodoviários e veículos para fretamento devem ter alta. Contudo, o urbano tem mais potencial de crescimento, segundo o diretor do negócio ônibus.

“No urbano, várias capitais estão conseguindo trazer novas tarifas, equacionar linhas, fazer melhorias nos sistemas. Isso reflete na saúde financeira das empresas e destrava algumas renovações que estavam atrasadas. O rodoviário tem um ritmo de renovações nas linhas de longa distância, mas também em um cenário de melhor economia e disponibilidade de crédito, tende a buscar melhores números”, vislumbrou.

MARCOPOLO É LÍDER DE MERCADO

Segundo dados da Fabus (Associação Nacional dos Fabricantes de Ônibus), a Marcopolo terminou o ano de 2018 como líder de mercado considerando o número de carrocerias produzidas.

De janeiro a dezembro de 2018, foram 5.788 unidades, comparadas a 5.338 da Caio Induscar, que está em segundo lugar. Se for considerada a produção da unidade do Rio de Janeiro, que é a antiga Ciferal, o número da encarroçadora líder sobe para 9.454.

Confira o ranking de encarroçadoras, por produção, segundo a Fabus:

fabus.jpg

Jessica Marques para o Diário do Transporte

1 comentário em Carrocerias Torino e Paradiso 1800 DD são carros-chefe da Marcopolo, segundo diretor do negócio ônibus

  1. TORINO foi o sucessor do VENEZA II.
    Nasceu em 1983 tem 36 anos de existência, provavelmente o projeto mais longevo de ônibus no Brasil.
    O responsável pelo projeto original foi Vianey de Oliveira dos Reis, projetista da minha equipe de engenharia da Marcopolo na época. Parabéns Vianney!

1 Trackback / Pingback

  1. Marcopolo comemora 70 anos de história – Diário do Transporte

Deixe uma resposta