Diastur vence licitação para operar transporte escolar em Santo André

Veículos da empresa foram apresentados no Paço Municipal. Foto: Divulgação / Helber Aggio/PSA

Investimento é de 9,8 milhões por ano para prestação do serviço

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Santo André, no ABC Paulista, firmou um contrato com a Diastur para a operação do transporte escolar no município. O investimento será de R$ 9,8 milhões por ano para a prestação do serviço.

A Diastur atua no segmento de transporte escolar há mais de 20 anos e, no ABC Paulista, também é responsável por transportar alunos do município de São Bernardo do Campo.

A contratação foi definida por meio de um processo licitatório e o valor anual que será pago pela Prefeitura à empresa tem como origem os 25% de verba destinada à Educação.

A empresa de transporte escolar apresentou os 47 veículos que compõem a frota que vai operar em Santo André. Ao todo, são sendo 15 vans adaptadas para pessoas com deficiência, com 10 lugares; 24 micro-ônibus, com 34 assentos, além de oito ônibus convencionais, com 50 lugares.

As vans são do modelo Sprinter, da Mercedes-Benz. Os micro-ônibus apresentados possuem carroceria Marcopolo Senior 2005, com chassis Volkswagen 9.150 EOD. Por fim, os ônibus são Caio Apache Vip III 2013. Entre eles, um possui chassi Scania F250HB Urbano.

A Prefeitura de Santo André informou, em nota, que os veículos vão transportar cerca de 2.400 crianças.

“Este tema era um grande gargalo para a cidade. Com o aumento da frota para 47 veículos, vamos conseguir atender melhor nossas crianças”, disse o prefeito Paulo Serra.

A frota iniciará os trabalhos na próxima quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019, quando começam as aulas da rede municipal.

“Com esta parceria zeramos a lista de espera para o transporte escolar e passamos a atender a demanda reprimida para acesso às regiões mais distantes da cidade, como Jardim Santo André, Clube de Campo e Paranapiacaba, por exemplo. Agora nossa frota estará disponível para acompanhar as crianças em viagens extracurriculares, além de conseguirmos ampliar em 25% o atendimento a alunos com deficiência”, avaliou a secretária de Educação, Dinah Zekcer, em nota.

Segundo a diretora executiva da empresa, Milena Braga Romano, os funcionários passam por curso de condutor para atuar no transporte escolar. Monitores também acompanham as crianças em cada veículo.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Rafael disse:

    Tudo semi Novo esse família da dona Milena tá ficando igual o Baltazar kkkkkkkkkkk.

  2. Jackson disse:

    Não é da familia setti braga a diastur??

  3. EugeEug disse:

    Tudo é feito com fins lucrativos duvido muito que está pensando na cidade
    Agora eu observo uma coisa
    Se a prefeitura vai gastar 9.8 milhões por ano porque não melhorou a frota
    E valorização aos trabalhadores da prefeitura em fim aí tem

  4. Renato Vieira dos Santos disse:

    Sempre os mesmos no ABC.

  5. ANDRE FERNANDES disse:

    apache 2013 realmente o prefeito de santo andre nao ta nem ai pra transporte publico

  6. CELSO JOSE DE OLIVEIRA LIMA disse:

    Amigos todos estão vendo o absurdo sendo gasto para fazer esse serviço. Sendo que a prefeitura tinha motoristas, monitores e ônibus, Microônibus e Vans escolares e nunca foi investido nada para melhorar e qualificar esse serviço. Ou seja fizeram um contrato e sendo que daqui a dois anos isso pode acabar e volta da estaca zero. Só contratou

  7. Sueli disse:

    Sempre quis trabalha na diastur na pirua nunca conseguir me aínda pessoalr

  8. jessica disse:

    Pura mentira oq eles falam moro no bairro clube de campo e a invés de aumentar , diminuiu as vagas e os ônibus e agora mais da metade da nossas crianças vão apé ou estão perdendo dias de aula por morar longe .

  9. fabio b.lance disse:

    Veiculos sucateados,2005,usados,jogam uma tinta por cima e tudo novo novamente,sendo que para os transportadores legitimados de santo andre,so possam ter carros ovos ex;se eu tenho uma van 2013 e quero trocar por uma com ano anterior os poderosos da satrans,não autorizam so autorizam acima do ano que eu possuia,que seria do 2013 pra cima,um absurdo,colocar estes onibus velhos com pinturas novas para enganar o povo andreense,abra os olhos pessoal,e a vida dos teus filhos que estarão dentro destas latas velhas.

Deixe uma resposta para Renato Vieira dos Santos Cancelar resposta