Novo ônibus articulado passa a operar nesta sexta-feira em Cuiabá

Articulado da Pantanal, uma das atuais operadoras. Foto: Luiz Alves / Prefeitura de Cuiabá

Novo articulado faz parte de compra de quatro veículos anunciada em dezembro de 2018. Dois deles, comprados pela Pantanal Transportes, já operam na cidade

ALEXANDRE PELEGI

Cuiabá recebe a partir desta sexta-feira, 1º de fevereiro de 2019, um novo ônibus articulado de 21 metros.

O novo veículo passa a operar nas ruas da capital do Mato Grosso como parte de um pacote de quatro ônibus articulados anunciada em dezembro de 2018 pelo prefeito da cidade.

Como noticiou o Diário do Transporte, a prefeitura de Cuiabá anunciou no dia 21 de dezembro de 2018 que, a partir de janeiro, o sistema municipal de transportes passaria a contar com quatro ônibus articulados dotados de ar-condicionado, internet a bordo por Wi-Fi, tomadas USB para carregar bateria de celulares e notebooks.

Relembre: Ônibus articulados de 21 metros começam a circular em 1° de janeiro em Cuiabá, diz prefeitura

Dois veículos foram comprados pela Pantanal Transportes e já operam na capital matogrossense desde janeiro de 2019 na linha 313, que atende a regiões como bairros CPA 1 e 3, Morada do Ouro, as Avenidas do CPA e Beira Rio até as proximidades da Unic.

Este que entra em operação hoje é o terceiro veículo e faz parte da compra de outros dois articulados feita pelas empresas Integração Transportes e Expresso NS.

Cada ônibus tem 21 metros de comprimento e capacidade para 152 passageiros, o que deve representar aumento da oferta de lugares.

Suspensão pneumática e câmbio automático são itens que, segundo a prefeitura, devem aumentar o conforto e a segurança durante a viagem e nos momentos de embarque e desembarque.

Os chassis dos veículos são da Volvo e os ônibus devem substituir modelos menores e mais antigos em circulação.

O novo articulado atenderá aos moradores do bairro Pedra 90, e fará o trajeto pela Av. Fernando Côrrea da Costa até o Centro.

Em dezembro, quando do anúncio da chegada dos quatro articulados, o diretor da Associação Mato-grossense de Transportadores Urbanos (MTU), Ricardo Caixeta, disse, em nota, que apresar do tamanho dos ônibus será possível agilizar as operações e que a direção é facilitada devido a tecnologia embarcada.

“É um ônibus que tem uma capacidade de carregamento muito maior e com isso será possível, nos horários de pico, dar uma agilidade maior para levar os passageiros até o centro. O veículo maior que o convencional demanda maior cuidado, mas com relação às curvaturas não haverá nenhum tipo de problema já que o sistema de articulação é justamente para permitir que o condutor faça as manobras em um raio de giro da mesma maneira que um ônibus convencional”.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta