SPTrans anuncia novas medidas de combate às fraudes no Bilhete Único

Publicado em: 30 de janeiro de 2019

Bilhete Único é usado em ônibus, trem e metrô. Foto: Adamo Bazani

Entre as novidades estão limite de crédito mesmo nos bilhetes sem personalização e cancelamento automático de cartões com recargas irregularidades

ADAMO BAZANI / ALEXANDRE PELEGI

A partir desta sexta-feira, 1º de fevereiro de 2019, entram em vigor novas medidas da Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes (SMT) e da SPTrans para coibir fraudes no Bilhete Único.

A prefeitura de São Paulo publicou duas portarias com as mudanças nesta quarta-feira, 30 de janeiro.

Entre as medidas está a definição de limite de crédito do tipo comum em qualquer cartão do BU sem dados pessoais impressos, além de modelos de estudante e Vale Transporte emitidos até 2013.

Outra medida determina que a SPTrans cancele os cartões flagrados contendo recargas irregulares ou ilícitas, e comunique a polícia.

A partir de fevereiro, portanto, esses modelos de cartões aceitarão, no máximo, cargas de 10 tarifas (R$ 43 no valor atual).

Hoje o limite de créditos comuns é de R$ 350,00.

O usuário que tiver saldo acima de R$ 43,00 em um desses três modelos de BU terá prazo de quatro meses para utilizar os créditos. Após esse período, os cartões com carga acima deste valor não serão mais aceitos em todo o sistema.

O passageiro poderá recuperar o saldo restante em caso de não utilização, mas para isso deverá solicitar um novo cartão.

Para ter um cartão com maior capacidade de crédito, o passageiro deverá solicitar gratuitamente um cartão personalizado, pelo site da SPTrans, no link: http://bilheteunico.sptrans.com.br/cadastro.aspx.

O cartão deverá ser retirado em um dos postos da SPTrans. A relação de postos está disponível no link: http://bilheteunico.sptrans.com.br/comumRecargaPostos.aspx.

Já os bilhetes de modelos novos personalizados continuarão tendo limite de R$ 350,00 para créditos comuns.

A SMT e a SPTrans alegam que a medida tem como objetivo restringir o acesso de fraudadores ao Bilhete Único e a comercialização irregular de créditos e cartões, prática criminosa que onera o sistema municipal de transportes e o cidadão paulistano.

Adamo Bazani e Alexandre Pelegi, jornalistas especializados em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Helena disse:

    Senhores,

    A transferência dos créditos em dinheiro que tenho em dois cartões comuns para o cartão cadastrado será feita sem custo ?

  2. ANDREA disse:

    E para bilhetes empresariais, como fica ?

  3. JOSE LUIZ VILLAR COEDO disse:

    ESSES MALDITOS FRAUDADORES DO B.U. PAULISTANO DEVERIAM FICAR UM LONGO TEMPO NA CADEIA ! Não é possível que sejam presos pelas Polícias Civil / Militar e /ou GCMs … e os Delegados de Polícia tenham que soltar esses lixos após umas longas e desagradáveis horas dentro DE uma D.P. POR CERTOS MOTIVOS RIDÍCULOS… ! Olha so a BRECHA ENORME que eles abrem para a Prefeitura acabar prejudicando a todos! QUEM CARREGOU OS BILHETES ÚNICOS -BEM CARREGADOS MESMO!!! – HORAS ANTES DESSE AUMENTO ÚLTIMO E TÃO ESCANDALOSO COMO O PENÚLTIMO… COMO FICARÁ ?????!!! DÓ BURORACIA! QUE SACO !!! O MEU BILHETE MENSAL QUE HJ EM DIA NEM USO… JA DEU O MAIOR TRABALHÃO EM 2.016… SE NÃO ME ENGANO … PRA FAZER E RETIRAR ! JOGARAM MEU BILHETE MENSAL LA NO.POSTO DA SPTrans PROX. DO METRO SANTA CRUZ ! Horas de fila e no Sol ARDIDO E SECO DO DURO INVERNO PAULISTANO DAQUELE ANO… EU HEIN! CADEIA PROS FRAUDADORES E TODOS QUE FACILITAM SUAS ATIVIDADES IMUNDAS! CHEGA DE PENALIZAREM SO O POVÃO!

  4. Paulo Gil disse:

    Amigos, boa noite.

    Ao invés de combater as fraudes, que tal implantar uma tecnologia mais moderna e segura.

    A era do zapzap demanda ações com mais rapidez e inteligência.

    Att,

    Paulo Gil

  5. Marcelo disse:

    Em pleno 2019 a SP TRANS não consegue oferecer um sistema descente e eficiente.
    Vamos entrar com tecnologias modernas, um bilhete mensal que não é mensal. Pois limite de 10 conduções diárias é desleal com o passageiro. Nada é tão caro quanto o valor do transporte publico. E a desculpa é sempre a mesma. É só observar a fila pra carregar os bilhetes nas estações pra ver que isto é falso. Vamos implantar um sistema eficiente e se preocupar em oferecer um transporte digno e de qualidade ao invés de ficar preso no sistema dos anos 70 e 80.
    No dia 29/01 na estação da Luz eu precisando recarregar o Bilhete e não tinha um local pra carregar, fora de sistema. 20 minutos na fila pra comprar um unitário do metro.
    Se vocês acham que está ótimo eu peço pra vocês procurarem um posto de telefonia e comprar Fichas para suas ligações telefônicas e joguem o seu Smartphone fora e esquece WhatsApp ou a internet. Pois é assim que o sistema de transporte publico funciona. Ficha.
    Paulo Gil excelente comentário. Você faz parte das pessoas que pensam.
    Pois está difícil.

  6. Iza disse:

    Melhorar essas caroças, acabar com com esse cartel de familias que detém o transporte de sp ninguém quer.

  7. Acho muito justo coibir fraudes,
    Mas ao mesmo tempo caio em contradição.
    pois se tenho um bilhete que carreguei com meu dinheiro e nao utilizarei por alguns dias deveria ser normal eu disponibilizar o valor para minha filha,minha esposa,meu cachorro etc…
    Quando teremos entao a conversão dos valores online ja que uso é pessoal e intransferivel e so lembrando que o dinheiro é meu entao deveria ter a opção de fazer o que bem entendesse com ele
    E vcs que se virem com os fraudadores

  8. Sheila disse:

    É um absurdo,SPTrans para conbater fraudes,punir os usuários comuns.Coneço de mês ninguen consegue colocar crédito os bilhetes,sempre fora de sistema,no bairro onde moro tenho que pagar condução para colocar crédito ,já que não existe um único local que disponibilize esse trabalho,ate coloco por aplicativo mas não pego um ônibus que tenha a porra da maquina que recarregue funcionando.E como fica???

  9. Lucian Soares disse:

    Só pra constar.. o site da SPtrans continua a mesma de sempre.. padrão nacional.

  10. raimundo n g gomes disse:

    como eu fasco para cadastrar meu bilhete unico

  11. Pamela Schnek Guerra disse:

    Mais uma vez está explícita a incompetência da prefeitura e SPTrans de não punir os fraudadores e mais uma vez a população que acaba pagando.
    Agora tenho que ficar horas toda semana na fila para carregar um bilhete que dizem ser mensal. O pior vc pergunta no guichê e não sabem explicar o motivo da mudança. Isso porque aumentou o valor das passagens e cada dia fica mais difícil. Estou indignada com esta situação.cada vez mais indo para o buraco.

  12. Rodrigo Costa disse:

    Srs.,

    Ontem tentei fazer a recarga nas máquinas de autoatendimento e só descobri esta limitação ao conversar com uma funcionária do metrô.
    Sugiro que ajustem a mensagem do sistema informando o valor máximo que é possível recarregar e inibir as opções de recarga acima de R$50 e R$100 para este tipo de cartão…

  13. Stephanie disse:

    Isso é um absurdo ai nos trabalhadores como sempre paga pela safadeza, dos outros eu tenho recarga acumulada, por nem todos os dias ir de condução porque meu esposo as vezes me leva, ai quer dizer que vou me ferrar por isso, Brasil estase tornando cada vez mas um País de corruptos.

  14. Ligia Ruzza disse:

    É um absurdo é mais fácil prejudicar o trabalhador do que implantar um sistema mais eficiente no combate a fraudes.
    Essa é uma solução simplista e burra,
    As máquinas de recarda não aceitam mais dinheiro com isso precisamos voltar a pegar filas enormes nos guichês.
    Um tremendo retrocesso, e desrespeito com a população.
    Além do transporte ser horrível temos que passar por isso Parabéns a prefeitura !!!!!!!!!

  15. PAUL WILLIAM DIXON disse:

    O site para obter cartão personalizado dá erro. O que fazer?

  16. Janaina disse:

    Depois de cadastrado no site da Sptrans, alguem pode retirar o bilhete para mim em alguns dos postos ou eu mesma devo ir?

    1. blogpontodeonibus disse:

      Não, tem de ser a pessoa

Deixe uma resposta