Metrô demite operador de trem que ocasionou paralisação na Linha 1-Azul na terça, 22

Publicado em: 23 de janeiro de 2019

Foto meramente ilustrativa

Determinação foi da Secretaria de Transportes. Condutor não teria respeitado ordem de CCO

ALEXANDRE PELEGI

A Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos (STM) divulgou nota à imprensa a respeito da falha na operação da Linha 1-Azul que ocasionou a paralisação do serviço por cerca de 2 horas na terça-feira, dia 22 de janeiro de 2019. Relembre: Linha 1-Azul do Metrô com problemas interrompe circulação entre Saúde e Jabaquara; Linha 3 circula com velocidade reduzida

Na nota, a STM informa que determinou a demissão do operador de trem que ocasionou transtorno a milhares de cidadãos e trabalhadores por ele ter descumprido procedimento orientado pelo Centro de Controle de Operações (CCO) do Metrô.

Leia abaixo o texto completo:

NOTA À IMPRENSA

A Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos (STM) informa que determinou a demissão do operador de trem que ocasionou transtorno a milhares de cidadãos e trabalhadores na última terça-feira (22), paralisando a circulação na linha 1-Azul por aproximadamente 2 horas. Ele descumpriu procedimento orientado pelo Centro de Controle de Operações (CCO) do Metrô e danificou um equipamento de via próximo à estação Jabaquara por volta de 7h21 na última terça-feira (22).

Cabe salientar que os metroviários são regularmente treinados e que essa falha não condiz com a conduta da categoria, que transporta com responsabilidade e competência cerca 3,7 milhões de passageiros diariamente.

A operação teve de ser paralisada no trecho entre as estações Jabaquara e São Judas para que os funcionários da manutenção pudessem atuar na manutenção. Os ônibus do sistema Paese foram acionados. A circulação do trens foi plenamente restabelecida no trecho às 9h12 de terça-feira.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Comentários

  1. Marcos Borges do Carmo disse:

    É mais fácil né dar passe livre pro funcionário do que admitir que essas falhas constantes são devido o metrô estar SUCATEADO E OBSOLETO!mas é mais fácil punir o motorista do trem né?

Deixe uma resposta