EM PRIMEIRA MÃO: Passagens de ônibus rodoviários intermunicipais e suburbanos de São Paulo têm reajuste no dia 20 de janeiro

Publicado em: 12 de janeiro de 2019

Ônibus rodoviário que circula dentro do Estado de São Paulo. Valor das passagens depende da categoria dos serviços, extensão das linhas e tipos dos veículos. Foto: Adamo Bazani (Diário do Transporte) / Clique para Ampliar.

Aumento é de 5,53% para os serviços de característica rodoviária e de 6,10% para os serviços de característica suburbana

ADAMO BAZANI

Quem utiliza ônibus rodoviários e suburbanos dentro do Estado de São Paulo devem preparar o bolso ou comprar logo as passagens.

Isso porque a Artesp, agência que regula este tipo de transporte, autorizou o aumento do valor das passagens, que passa a ser aplicado a partir do próximo domingo, 20 de janeiro de 2019.

O reajuste sobre as bases tarifárias será de 5,53% para os serviços de característica rodoviária e de 6,10% para os serviços de característica suburbana.

Serviço de característica rodoviário é feito por ônibus com bagageiro, poltronas reclináveis e uma porta apenas.

Já os suburbanos são os ônibus urbanos comuns, mas que ligam diferentes cidades que não integram uma região metropolitana.

As tarifas dos ônibus metropolitanos da EMTU também têm reajuste no próximo domingo, como mostrou em primeira mão o Diário do Transporte. Relembre clicando este link:

https://diariodotransporte.com.br/2019/01/12/em-primeira-mao-tarifas-de-onibus-da-emtu-e-do-vlt-sobem-no-dia-20-de-janeiro/

Em relação aos ônibus rodoviários, as tarifas variam de acordo com o tipo do veículo e serviços, sendo divididas em “convencional”, “litorâneo”, “leito” e “executivo”.

A extensão da linha também determina o valor da tarifa.

Já os ônibus suburbanos são divididos nas categorias “convencional” e “litorâneo”.

A Artesp publicou as tabelas com os novos valores de acordo com as faixas por quilometragem e categoria de serviços

Os custos que as empresas têm com balsas e pedágios podem ser incorporados ao valor das passagens, mas no bilhete devem vir discriminados. Estes custos devem ser divididos considerando o número total de passageiros que o ônibus pode transportar.

A Artesp determinou que as empresas de ônibus avisem os passageiros com antecedência sobre estes aumentos com cartazes em locais bem visíveis nos guichês.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes