Ônibus metropolitanos e intermunicipais de Minas Gerais têm reajuste na tarifa a partir de sábado

Publicado em: 28 de dezembro de 2018

O valor do troco máximo permanece de R$50 até 31 de dezembro de 2019, segundo o Governo do Estado. Foto: Divulgação

Menor valor passa de R$ 3,35 para R$ 3,60 e maior, de R$ 46,20 para R$ 49,05

JESSICA MARQUES

A partir deste sábado, 29 de dezembro de 2018, os ônibus metropolitanos e intermunicipais de Minas Gerais terão reajuste na tarifa. O aumento entra em vigor a partir da meia-noite.

Os coletivos metropolitanos incluem o Move Metropolitano e terão aumento médio de 6,40%. Os intermunicipais, por sua vez, terão reajuste de em média 6,78%.

A resolução que autoriza o reajuste foi publicada no Diário Oficial do Estado de Minas Gerais nesta sexta-feira, 28 de dezembro de 2018. Ao todo, existem 657 linhas em operação na Região Metropolitana de Belo Horizonte, com uma frota de 2.640 veículos.

O valor da tarifa preponderante vai de R$ 5,00 para R$ 5,35, abrangendo 220 linhas. O menor preço da tarifa de ônibus metropolitanos vai de R$ 3,35 para R$ 3,60, enquanto a maior, passa de R$ 46,20 para R$ 49,05, que é a linha Betim/aeroporto de Confins, via aeroporto da Pampulha.

De acordo com a a Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas de Minas Gerais, os valores são reajustados anualmente, conforme o contrato de concessão das empresas.

“Na composição do reajuste, os custos variáveis, que incluem combustível, lubrificantes, peças e acessórios, entre outros, representaram 41,30%, enquanto os custos fixos (despesas de pessoal de operação, depreciação e remuneração do veículo, custo do sistema de bilhetagem eletrônica, entre outros) foi de 40,30%. Desde o reajuste de 2017, o sistema de transporte metropolitano não inclui o custo referente ao cobrador”, informou, em nota.

Nas linhas intermunicipais, por sua vez, a tarifa de menor valor passa para R$ 3,20, como na linha de Sete Lagoas / Prudente de Morais, por exemplo. O maior valor é de R$ 274,40, para a linha Uberlândia / Juiz de Fora.

O sistema metropolitano de transporte coletivo por ônibus tem 657 linhas em operação na RMBH, conta com uma frota de 2640 veículos, que transporta uma média mensal de 19 milhões de passageiros. O valor do troco máximo permanece de R$50 até 31 de dezembro de 2019, segundo o Governo do Estado.

Os créditos do Cartão Ótimo adquiridos até 01 de janeiro de 2019 são deduzidos com o valor das passagens em vigor na data da recarga e têm validade de 30 dias a contar da data do reajuste tarifário.

Confira a tabela de reajuste:

mg.jpg

 

tabela_12-2018-1tabela_12-2018-2tabela_12-2018-3

BELO HORIZONTE

A passagem de ônibus de Belo Horizonte sobe para R$ 4,50 a partir deste domingo, 30 de dezembro de 2018. A Prefeitura e os empresários de ônibus da capital mineira entraram em acordo para haver reajuste e compromisso com melhorias no transporte público da cidade.

O reajuste será de R$ 0,45, pois atualmente a tarifa de ônibus está em R$ 4,05. Nesta quarta-feira, a BHTrans (Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte) estabeleceu um acordo com o Setra-BH (Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte) para viabilizar o aumento.

Não é somente a tarifa comum que vai subir. O preço da passagem dos ônibus suplementares, que atualmente está em R$ 0,90, subirá para R$ 1. As tarifas de R$ 2,85 vão para R$ 3,15 e o táxi-lotação de R$ 4,45 para R$ 5.

Relembre: Passagem de ônibus de Belo Horizonte sobe para R$ 4,50 a partir de domingo

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Deixe uma resposta