EMTU habilita empresas para licitação do Relatório de Impacto Ambiental do trecho Barreiros/Samaritá do VLT da Baixada Santista

Valor do orçamento estimado pela EMTU/SP para a prestação dos serviços é de aproximadamente R$ 1,3 milhão

ALEXANDRE PELEGI

A EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos habilitou três empresas participantes da licitação para a execução dos serviços de revisão e atualização dos Estudos Ambientais, revisão, atualização e consolidação do Estudo de Impacto Ambiental – EIA existente, e a elaboração do Relatório de Impacto Ambiental – RIMA do VLT/SIM – Veículo Leve sobre Trilhos –- Trecho Barreiros/Samaritá – Fase 4, no município de São Vicente.

A licitação foi realizada na modalidade de Tomada de Preços, do tipo Técnica e Preço, pelo regime de Empreitada por Preço Global.

Após análise da documentação apresentada, a Comissão de Licitação habilitou as licitantes:

– Cobrape – Cia. Brasileira de Projetos e Empreendimentos;

– Greentec Consultoria e Planejamento Agro Florestal e do Meio Ambiente Ltda. e

– Walm Engenharia e Tecnologia Ambiental Ltda.

A partir de hoje, a EMTU abriu prazo de 5 dias úteis para interposição de eventuais recursos. A próxima fase será a classificação das propostas dentre as três licitantes habilitadas.

emtu_VLT_4.png

O valor do orçamento estimado pela EMTU/SP para a prestação dos serviços é de R$ 1.319.224,74, com data base de dezembro/2017.

O prazo de vigência do contrato será de 360 dias, a contar da data da assinatura do contrato, e os serviços têm prazo de execução de 300 dias, contados da data da Ordem de Início expedida pela Diretoria da Presidência da EMTU/SP.

O trecho Barreiros-Samaritá terá 7,5 km de extensão, quatro estações de embarque e desembarque e está em fase de projeto.

fundo-palco-completo

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta