Grupo VIP, de São Paulo, compra mais 150 chassis de ônibus Mercedes-Benz com sistemas de redução de consumo de combustível e emissões de poluição

Ônibus novos da VIP já possuem sistema de desligamento de motores de forma automática depois de um tempo em funcionamento sem circulação, como em terminais e garagens, por exemplo. Texto: Adamo Bazani (Diário do Transporte)/Clique para Ampliar

Deste total, 50 unidades possuem tecnologia de recuperação de energia elétrica. Entrega de veículos ocorre até março de 2019

ADAMO BAZANI

O Grupo VIP, o maior operador do subsistema estrutural de linhas de ônibus municipais de São Paulo, acaba de adquirir mais 150 chassis do modelo O 500U, de piso baixo, segundo os padrões estipulados pela gerenciadora SPTrans – São Paulo Transporte para o tipo de serviços prestado pela empresa.

De acordo com comunicado da Mercedes-Benz na manhã desta quarta-feira, 12 de dezembro de 2018, os chassis são equipados com tecnologias que reduzem o consumo de combustível e, consequentemente, a emissão de poluentes.

O consumo implica diretamente no custo de operação que pressiona as tarifas e as necessidades de subsídios ao sistema. Quanto às emissões, os editais de licitação dos serviços de ônibus, que devem receber as propostas no dia 23 de janeiro, se não houver nenhum recurso contra a concorrência, e uma lei sancionada apelo então prefeito João Doria, em janeiro, determinam a redução gradativa de CO2 – gás carbônico, MP – Materiais Particulados e NOx Óxidos de Nitrogênio em até 20 anos.

Relembre matéria sobre a licitação do sistema de ônibus:

https://diariodotransporte.com.br/2018/12/07/em-entrega-de-linha-de-linha-acessivel-bruno-covas-diz-que-novos-contratos-dos-onibus-serao-assinados-ate-o-final-de-janeiro/

De acordo com a Mercedes-Benz, a entrega deste lote de 150 chassis, já encarroçados pela fabricante Caio, vai ser concluída até março do ano que vem.

Deste total, 50 unidades possuem um sistema de recuperação de energia elétrica (RKM), que alivia o esforço do alternador e do motor.

Já é o segundo lote de 150 ônibus O 500 U comprado pelo Grupo neste ano, de acordo com o diretor de Vendas e Marketing Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil, Walter Barbosa.

“Em 2018, o Grupo VIP já havia adquirido outros 150 ônibus da marca, todos equipados com sistema de desligamento automático do motor (EIS),, pouco mais de um ano após a chegada dessas tecnologias ao mercado, as operadoras já atestam e confiam nos ganhos econômicos proporcionados pelo RKM e o EIS, o que contribui para a rentabilidade operacional. Além disso, o menor consumo leva à redução de emissões, melhorando a qualidade do ar”.

Na mesma nota, o sócio proprietário do Grupo VIP, Roberto Abreu, diz que o sistema de desligamento automático do motor já tem ajudado na redução de consumo e que agora, a expectativa é de melhoria nos números com o sistema de recuperação de energia.

“Com o desligamento automático do motor, o EIS vem demonstrando que efetivamente reduz o consumo de combustível e também o nível de ruído, além de contribuir com a maior conscientização do motorista para que ele desligue o ônibus se o veículo ficar parado muito tempo ..  Nossa expectativa é que o RKM também nos traga ganhos econômicos e ambientais”.

Atualmente, o Grupo VIP opera cerca de 200 linhas na capital, transportando diariamente, em média, 1,2 milhão de passageiros. Está presente na Área 3 (Nordeste, Amarela) do sistema, em bairros da Zona Leste; Área 7 (Sudoeste, Vinho), na Zona Sul, atendendo também à região central da cidade.

A Mercedes-Benz diz que praticamente todos os 1.800 veículos da frota do Grupo VIP são da marca, contando os O 500U padron, articulados e superarticulados, modelos da linha OF – motor dianteiro – e cerca de 40 vans Sprinter.

“Nessa frota, são mais de 330 superarticulados e mais de 300 articulados”, Aliás, o O 500 superarticulado foi desenvolvido pela Mercedes-Benz a nosso pedido. Temos uma história de mais de 40 anos de relacionamento. Como já conhecíamos bem os chassis da marca, solicitamos uma solução que aumentasse a capacidade de transporte de passageiros mantendo apenas uma articulação do veículo. Isso foi atendido plenamente. Aliás, as equipes de Engenharia e Pós-Venda da Mercedes-Benz sempre estão juntas da nossa equipe, não nos deixam na mão”.    – complementou Abreu na nota.

Com novo sistema de recuperação de energia elétrica, 50 chassis devem ampliar redução de consumo. Foto: Divulgação Mercedes-Benz / Texto: Adamo Bazani (Diário do Transporte)/Clique para Ampliar

TECNOLOGIAS:

No comunicado, a Mercedes-Benz também detalha alguas das características dos sistemas de desligamento automático do motor após um tempo de parada e de recuperação de energia:

 Os recursos dos ônibus Mercedes-Benz voltados à redução de consumo e emissões ganham importância em metrópoles, como São Paulo e Rio de Janeiro, além de outras grandes cidades do Brasil e América Latina. Entre as avançadas tecnologias, incluem-se o RKM (sistema de recuperação de energia elétrica) e o EIS (desligamento automático do motor).

O gerenciamento inteligente do RKM, cuja principal vocação são os ônibus urbanos, aproveita a reserva de capacidade de energia elétrica produzida pelos alternadores do veículo, principalmente nos momentos de desaceleração, e a armazena em super capacitores, que atuam de modo autônomo. A energia elétrica armazenada é utilizada como fonte adicional durante os momentos de aceleração do ônibus.

 Com os supercapacitores carregados, o RKM disponibiliza uma carga de energia elétrica que normalmente é fornecida pelos alternadores, que são acionados pelo motor do veículo. Ao liberar os alternadores dessa função, o sistema propicia uma economia no consumo de combustível. Nos testes realizados pela Engenharia de Desenvolvimento da Mercedes-Benz, foram registradas economias médias de cerca de 2%. Além disso, o RKM assegura diminuição nas emissões de CO2 (Dióxido de Carbono).

EIS (Engine Idle Shutdown) é um inovador sistema de desligamento automático do motor. Se o ônibus está parado, porém com motor ligado, câmbio no ponto morto e freio de mão acionado, numa situação que perdure por um longo período – por exemplo, 4 minutos – sem que o motorista acelere o veículo ou acione o freio de serviço, o sistema entra em ação e automaticamente desliga o motor.

Esta é uma situação bastante comum em garagens, rodoviárias, terminais urbanos e pontos de parada. Nessas circunstâncias, o EIS entra em ação, proporcionando economia no consumo de combustível, além de reduzir as emissões de poluentes e de ruídos. Esta solução acaba por contribuir para a conscientização do motorista quanto à necessidade de se desligar o motor se o veículo ficar parado por um tempo prolongado.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

11 comentários em Grupo VIP, de São Paulo, compra mais 150 chassis de ônibus Mercedes-Benz com sistemas de redução de consumo de combustível e emissões de poluição

  1. “A Mercedes-Benz diz que praticamente todos os 1.800 veículos da frota do Grupo VIP são da marca, contando os O 500U padron, articulados e superarticulados, modelos da linha OF – motor dianteiro – e cerca de 40 vans Sprinter.” – não são todos pois há em operação os biarticulados TopBus e TopBus PB.

    por isso o termo “praticamente”

  2. Renato Vieira dos Santos // 12 de dezembro de 2018 às 12:59 // Responder

    A Vip renovando a sua frota, enquanto a Viasul com os seus Pbc de mais de onze anos, nada!

    • ANTÔNIO CELSO ZANETTI1 // 13 de dezembro de 2018 às 19:53 // Responder

      Eu vejo esses comentarios eu fico desanimado estou no sistema anos primeiro como cooperado agora estou como locatario na atual situação eu não compro nem um chassi no desmanche como sucata mas quem sabe o dia de amanhã. Eu estou esperando que o cavalao jair bolsonaro manda tirar o ipi dos ônibus coletivos igualmente os táxis. Os ônibus e de utilidade pública alem disso vai gerar emprego e reabrir as fabricas de carrocerias que fecharam as portas por incentivos e a demora da li citação dos transportes públicos. Se eu tiver errado me perdoua eo que penso.

  3. Eles estão comprando para aqui em sp para manda os semi novos para o guaruja .

    • Pois é, já que vão operar em Guarujá, o grupo deveria era comprar carros 0km par alá também. Mostra que tudo isso vai facilitar algo que o grupo adora fazer: repassar carros à torto e a direita. E Guarujá ficará sempre com os carros fim de carreira para rodar mais alguns anos e dar mais lucro ao grupo

  4. Parabéns grupo vip pela iniciativa ,o meio ambiente necessita de ações como está para um futuro de todos.

  5. Sou Marcos um dos operdooper do grupo VIP , São Paulo merece uma empresa
    como essa !! Agradeço a Deus pela oportunidade de fazer parte desse grupo !!!

  6. A VIP bem esperta, já adianta por causa da licitação, porém ignorando ainda ônibus movido a baterias ou elétricos, ate mesmo híbridos, e esses 50 ai no meio, pra mim não muda quase nada, espero que esses PBDs substituam os ML II antigos, que estão principalmente na garagem da Imperador, e bem velhos, repassados da Expandir, porque nos bairros afastados, ta cheio de cabrito, inclusive alguns sem acesso pra deficientes, com motor dianteiro.

  7. vamos aguardar quantos desses 150 irá vir para as garagens pinedo e m boi mirim!!! aqui também tem carros cansados .

  8. Gabriel S. dos Santos // 19 de março de 2019 às 05:34 // Responder

    os onibus velhos de brasília tem uma combustível contaminada. devem estar inoperante.

  9. Gabriel S. dos Santos // 19 de março de 2019 às 06:05 // Responder

    EU DESCOBRI UM MILLENNIUM ANO 2019 ZERADO. VEM COM CAMBIO AUTOMATICO, MOTOR GERENCIAMENTO ELETRONICO. TEM SUSPENSÕES HIDRÁULICAS NA FRENTE E BOLSÕES DE AR DE TRÁS.PERTENCE A MERCEDES-BENZ SÉRIE 5. EU DESCOBRI OUTRO MILLENNIUM ANO 2018 QUE ESTÁ EM OPERANTE QUE É VOLVO. ELE TAMBÉM TEM CAMBIO AUTOMATICO. EU VI UMA FOTO DE UM MILLENNIUM ANO 2013. TEM FREIO DE ADVERTENCIA, TAMBEM TEM CAMBIO AUTOMATICO. O CHASSI TAMBEM É DA VOLVO. ESSE CHASSI É VOLVO B12M.

1 Trackback / Pingback

  1. Grupo VIP compra mais 150 chassis Mercedes-Benz - Via TrolebusVia Trolebus

Deixe uma resposta