Presidente do Sindicato dos Motoristas de São Paulo é detido pela PF em Aracaju

Noventa em votação em Aracaju. Foto: Site Sindmotoristas (Clique para Ampliar)

Segundo Polícia Federal, Valdevan Noventa, que foi eleito deputado federal por Sergipe, teria usado declarações falsas para a prestação de contas das Eleições 2018. Assessoria do sindicalista vê perseguição política e diz que não “há prova robusta”

ADAMO BAZANI

O presidente do Sindmotoristas, entidade que representa os motoristas e cobradores de ônibus da cidade de São Paulo, Valdevan Noventa, foi detido na tarde desta sexta-feira, 08 de dezembro de 2018, pela“Operação Extraneus”, da PF – Polícia Federal que apura supostas fraudes nas prestações de contas das eleições deste ano.

Noventa foi eleito deputado federal pelo PSC de Sergipe.

Ainda segundo a PF, o sindicalista teria utilizado “laranjas” para realizar doações para sua campanha.

Noventa, que foi eleito com 45.472 votos foi detido preventivamente pela Polícia Federal quando chegava a um restaurante na Orla de Atalaia, Zona Sul de Aracaju.

O MPF – Ministério Público Federal diz que após o período eleitoral,foram registradas 85 doações, todas com o mesmo valor: R$ 1050, o que chamou a atenção do órgão.

OUTRO LADO: ASSESSORIA VÊ PERSEGUIÇÃO POLÍTICA:

O assessor da presidência do sindicato, Romualdo Santos, disse no início da noite desta sexta-feira, 07 de dezembro de 2018, ao Diário do Transporte, que Valdevan Noventa é alvo de perseguição política movida por candidatos que foram derrotados pelo sindicalista no pleito eleitoral.

À uma emissora de rádio local, Rádio Xodó, a candidata derrotada, Emília Corrêa (PATRIOTA), fez críticas ao sistema eleitoral. Na entrevista, que ocorreu no dia 09 de outubro, segundo o portal local JTNet, elateria dito que “A Casa Vai Cair”, a respeito de Noventa.

Emília teve mais votos, 52.921, mas não foi eleita por causa do coeficiente eleitoral.

A assessoria não descarta ligação destas críticas às denúncias que chegaram à PF.

Romualdo Santos ainda disse ao Diário do Transporte que não há prova contra o sindicalista.

“É perseguição política. Não há prova robusta e Noventa foi convidado a ir à PF. As acusações não são verdadeiras. Noventa é idôneo” – declarou Santos.

Noventa fica como presidente do Sindmotoristas de São Paulo até o final do ano, quando será nomeado um substituto.  

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

2 comentários em Presidente do Sindicato dos Motoristas de São Paulo é detido pela PF em Aracaju

  1. Este indivíduo é crápula em todas as situações de disputas eleitorais, e um verme em trapassas, já lesou antes os trabalhadores do ônibus, qdo apossou ilicitamente do nosso PLR, a Federal precisa ir fundo nas investigações e mantê-lo sempre preso ele é uma ameaça a sociedade de bem, não pode assumir como deputado pois o processo do qual foi eleito foi fruto das fraudes cometidas por ele é seu aliados, Cana nele,…!!!

  2. que esse vagabundo safado fique realmente preso muitos anos pode junta lo a Lula gente da mesma laia roubou muito no sindicato dos motorista pilantra

1 Trackback / Pingback

  1. PF prende o deputado federal eleito Valdevan 90 - Só Sergipe

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: