Em negociação, rodoviários sinalizam paralisações no transporte coletivo de Ponta Grossa (PR)

Publicado em: 4 de dezembro de 2018

Categoria reivindica reajuste salarial e pagamento do auxílio saúde. Foto: Divulgação.

Na manhã desta terça-feira, terminais da cidade foram fechados em protesto

JESSICA MARQUES

O Sintropas (Sindicato dos Motoristas e Trocadores de Ponta Grossa) sinalizou a possibilidade de haver paralisações no transporte coletivo de Ponta Grossa, no Paraná, durante o período de negociações.

Na manhã desta terça-feira, 4 de dezembro de 2018, os terminais da cidade foram fechados em protesto. Apesar de a operação estar normalizada, a categoria não descarta novas paralisações.

O fechamento dos terminais foi realizado em protesto contra a proposta apresentada pela VCG (Viação Campos Gerais), durante negociação.

O sindicato da categoria descarta a possibilidade de greve, mas sinaliza que a operação pode ser paralisada mais vezes. Os rodoviários afirmam que a VCG não apresentou nenhum percentual de reajuste e retirou o auxílio saúde dos motoristas e cobradores da empresa de transporte.

Em nota à imprensa regional, a VCG informou que a proposta de 2018 foi manter as mesmas cláusulas do acordo de 2017.

Sobre o auxílio saúde, a empresa alegou que o item foi retirado da planilha de custos pela PGM (Procuradoria Geral do Município).

Por sua vez, a PGM informou que o auxílio saúde nunca fez parte da planilha de custos e não poderia ser cobrado na tarifa de ônibus.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Comentários

  1. VB Busólogos disse:

    A única sugestão que eu dou pra VCG é fechar a portas, antes que a situação piore. Esses SINDICALISTAS só quer dinheiro.

Deixe uma resposta