EMTU define primeiras linhas metropolitanas que vão parar no Terminal ao lado da Estação São Paulo-Morumbi do Metrô

Publicado em: 24 de novembro de 2018

Ônibus metropolitano passando ao lado da Estação São Paulo-Morumbi. Imagem meramente ilustrativa. Foto: Adamo Bazani (Diário do Transporte)/Clique para ampliar

Linhas atualmente têm ponto final na estação Butantã

ADAMO BAZANI

A Coordenadoria de Transporte Coletivo, da Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos, definiu as primeiras linhas de ônibus intermunicipais que passarão a parar no terminal ao lado da Estação São Paulo-Morumbi, da linha 4-Amarela do Metrô.

As publicações das mudanças das linhas foram feitas no Diário Oficial do Estado.

O terminal ainda está em construção e a promessa é de que seja inaugurado na primeira quinzena de dezembro. As obras não foram concluídas.

Durante a abertura da estação, no dia 27 de outubro, o secretário de transportes metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni, disse que 12 linhas da EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos que hoje vão até o Metrô Butantã vão ser cortadas no terminal do Morumbi. O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, e o secretário municipal de mobilidade e transportes, João Octaviano Machado Neto, disseram que ainda há estudos para cortes também das linhas da SPTrans – São Paulo Transporte. Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2018/10/27/linhas-de-onibus-municipais-e-metropolitanas-serao-alteradas-com-nova-estacao-sao-paulo-morumbi-inaugurada-neste-sabado/

Veja as linhas que já foi definida a alteração. Outras ainda serão modificadas:

– 036TRO: Vargem Grande Paulista (Jardim São Marcos) – São Paulo (Metrô Butantã) passará a ser Vargem Grande Paulista (Jardim São Marcos) – São Paulo (Metrô Morumbi).

Também vão parar no Terminal Morumbi o serviço complementar derivado desta linha:

036BI1: Embu das Artes (Jardim Tomé) via Cotia (Rodovia Raposo Tavares).

– 297TRO: Cotia (Caucaia do Alto) – São Paulo (Metrô Butantã), via Vargem Grande Paulista (Tijuco Preto) passará a 297TRO Cotia (Caucaia do Alto) – São Paulo (Metrô Morumbi), via Vargem Grande Paulista (Tijuco Preto).

-334TRO: Cotia (Jardim do Engenho) – São Paulo (Metrô Butantã), via Cotia (Jardim Barbacena) passará a ser -334TRO Cotia (Jardim do Engenho) – São Paulo (Metrô Morumbi), via Cotia (Jardim Barbacena).

– 543TRO: Cotia (Jardim Santa Isabel) – São Paulo (Metrô Butantã) passará a ser – 543TRO Cotia (Jardim Santa Isabel) – São Paulo (Metrô Morumbi).

A Secretaria de Transportes Metropolitanos também recebeu a proposta para o cancelamento do serviço complementar (bifurcação) C-492BI1-000-R, Osasco (Recanto das Rosas) – São Paulo (Metrô Butantã) e, em substituição, a criação da linha 823TRO Osasco (Recanto das Rosas) – São Paulo (Metrô Morumbi), via São Paulo (Rodovia Raposo Tavares).

O pedido ainda está em análise.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Comentários

  1. vagligeirinho disse:

    Algo já previsto, diga-se de passagem.

    Há um porém nesta história: não duvido que após a mudança, haverá inúmeras reclamações. Explico:

    No terminal Butantã, a movimentação para outras partes da cidade tem mais amplitude dado os arredores. Na Vital Brasil, passam ônibus que vão para partes da Zona Oeste (como Jaguaré e Parque Continental), além de um ônibus para a zona Nordeste (Ipiranga), e obviamente, na Francisco Morato, parte dos ônibus para a Zona Sul e Sudoeste (Campo Limpo, Jardim Ângela, Santo Amaro, etc). Claro, há também a Linha 4, e as linhas de volta dos ônibus da região, que passam no Centro paulistano e arredores.

    No terminal SP-Morumbi, haverá apenas a companhia da Francisco Morato e da Giovanni Gronchi, que muda o perfil de locomoção, sendo focado mais na região Sul e Sudoeste. A região fica um pouco mais distante da Vital Brasil também, perdendo a mobilidade para a região Oeste. Exigirá mais baldeações e custeios de tempo e dinheiro.

    Não duvido, diga-se de passagem, que a EMTU crie alguma linha complementar ou mude (se ainda existir, pois não tenho reparado) a linha que faz a conexão entre o Hospital das Clínicas e o Metrô Butantã.

    Fico me perguntando também se há o risco da linha 840 (Bortolosso – Butantã) tenha uma variante para o São Paulo- Morumbi, neste caso com o provável itinerário de virar na Av. Politécnica, ultrapassar a ponte e ir pela Raposo até o bairro da Vila Sônia.

    PS: Só lembrando que tais movimentações de pontos finais também indicam que no término da construção e testes da estação Vila Sônia, muitas destas linhas terão o ponto final neste local.

    1. William de Jesus disse:

      A intenção está muito clara: forçar os passageiros a usar metro para irem para o centro. O certo seria que houvesse integração dessas linhas com o metro, igual ocorre na linha 5, mas se isso não acontece no Butantã, quem dirá na São Paulo-Morumbi

  2. Daniel Batista dos Santos disse:

    A menos que a ideia da EMTU seja de transferir as linhas intermunicipais de Embu e Taboão da Serra para o terminal da estação Vila Sonia (quando ficar pronto, obviamente), essa mudança das linhas que vem de Cotia e Vargem Grande Paulista para a estação São Paulo – Morumbi não faz nenhum sentido. As linhas que deveriam terminar no Morumbi são as que vem pela Regis Bitencourt, e não as que vem pela Raposo Tavares.

  3. William de Jesus disse:

    A impressão que passa é que esse terminal na estação São Paulo-Morumbi servirá apenas para desafogar a estão Butantã, porque não sei qual o sentido de mudar 5 linhas que são da Raposo para esse local. A tendência é que o acesso fique ainda mais prejudicado

  4. Anderson Araújo disse:

    O certo é as linhas da região de Taboão, Embú e Itapecerica ficarem na estação Morumbi e no Butantã, só as linhas que vem da Raposo Tavares, Osasco, Barueri, e cidades próximas… Mas levando em consideração as desastrosas decisões que os “técnicos” e “engenheiros” tomam, eles vão decidir pelas opções que geram mais custos e desperdiçam mais tempo do usuário.

  5. Bruna S disse:

    Boa noite.

    Desejo reclamar em nome de minha família e de outros moradores do Jardim do Engenho sobre o absurdo que é planejar alterar o trajeto final do ônibus (EMTU 334 – Engenho-Metrô Butantã) para que não pare mais próximo ao metrô Butantã, no inicio de 2019. O meu pai trabalha cedo e precisa pegar um ônibus em frente ao metrô Butantã todos os dias e é incompatível com a nossa renda ele pegar um terceiro ônibus. Por culpa de uma empresa que não consulta a opinião de seus consumidores e altera o trajeto como se não houvesse nenhuma significação é justo ele ficar sem emprego? Da mesma maneira, eu faço Graduação perto do metrô Butantã e para mim é IMPOSSÍVEL ter que pagar um transporte a mais porque de repente decidiram que é mais interessante alterar o trajeto. NÓS PRECISAMOS DE UMA PARADA QUE SEJA PRÓXIMA AO METRÔ BUTANTÃ.

  6. Gildo disse:

    Como sempre vamos ter que pagar 2 conducao para chegarmos em butatã. Antes os onibus ia ate Pinheiros reduz para buranta a gora morumbi. Mas ninguem ve nosso lado. Teremos que pagar 2 passagem. Para fazer o mesmo caminho.

  7. ALBERTO disse:

    BOM DIA – NAO TEM LOGICA ONIBUS QUE VEM DE COTIA – IR PARA SAO PAULO MORUMBI – JA VIRAM A QUANTIDADE DE PESSOAS QUE VEM DE TABOAO DA SERRA / EMBU / ITAPECERICA / SAO LOURENÇO DA SERRA E ATE JUQUITIBA E LOGICO DA REGIAO DO CAMPO LIMPO – QUE FAZEM O PERCURSO BR 116 E FRANCISCO MORATO ?TEMOS MESMO QUE PAGAR 2 PASSAGENS ? QUE TAL FAZER UMA ENQUETE NA ESTAÇÃO E VER AONDE VEM OS PASSAGEIROS – FICA A DICA –

  8. Deise Santiago Rodrigues disse:

    Moro em Cotia e trabalho próximo ao metrô Morumbi. Atualmente pego o ônibus no terminal de Cotia, desço no metrô Butantã e pego um ônibus para a avenida Professor Francisco Morato. Se tiver mesmo ônibus direto para o caxingui pouparia minha saúde, tenho necessidades especiais de locomoção e vou com muletas. Meu nome é Edemar e sou contador.

Deixe uma resposta