Governador do Ceará libera parcialmente túnel sob a Via Expressa e promete para breve reinício das obras da Linha Leste do Metrô

VLT passa ao lado do túnel sob a Via Expressa Foto: Governo do Ceará

Construção do túnel foi pensada para liberar o tráfego do VLT

ALEXANDRE PELEGI

Na manhã desta quinta-feira, dia 1º de novembro de 2108, o governador Camilo Santana participou, ao lado do prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, do ato de liberação parcial do novo túnel longitudinal da Via Expressa, no bairro Papicu.

A partir de hoje, quem trafegar pela Via Expressa, sentido Praia/Aeroporto, poderá usar o novo túnel, que terá uma das faixas de tráfego liberada.

A construção do túnel foi pensada para liberar o tráfego do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos). Segundo o governador Camilo Santana, o VLT vai ter a possibilidade de trafegar pelo local sem problemas, “inclusive já está funcionando uma operação assistida até o Papicu e a previsão é que até o final do ano já esteja operando até o Mucuripe”.

O governador aproveitou a ocasião para anunciar como “grande novidade” o lançamento em breve do início da obra da Linha Leste do Metrô de Fortaleza, que vai conectar justamente a Linha Sul com o VLT do Papicu.

A Linha Leste do Metrofor está suspensa desde 1º de agosto pelo Tribunal de Contas da União (TCU). O Tribunal determinou a suspensão das obras da a pedido das empresas Acciona Construccion S/A e Construtora Marquise S/A, que alegaram irregularidades no processo licitatório que definiu como vencedor do certame o consórcio FTS, formado pela Construtora Ferreira Guedes e Sacyr Construccion S/A.

Entre as irregularidades mencionadas, está o fato de a tramitação da licitação ter recebido as documentações e a proposta de apenas um licitante, devido a cláusulas restritivas.

Até o momento, o contrato para o início das obras não foi assinado. A primeira fase da Linha Leste prevê investimento de R$ 1 bilhão do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e R$ 673 milhões do Ministério das Cidades. O restante do valor, para totalizar R$ 1,85 bilhão, seria investido pelo Governo do Estado.

MOBILIDADE DA CAPITAL CEARENSE

Para o governador, obras como o Túnel sob a Via Expressa, o VLT e as retomada das obras da Linha Leste do Metrofor são intervenções “que irão ajudar na mobilidade da capital cearense. Com a conclusão desse túnel e com o túnel da avenida Alberto Sá, teremos a Via Expressa toda liberada. Vamos diminuir o fluxo de caminhões nessa via, com a conclusão do Anel Viário, criando condições melhores de trafegabilidade dentro da capital cearense”, comentou.

O prefeito Roberto Cláudio seguiu na mesma linha, ao destacar a obra local como um ponto de conexão de mobilidade. “Aqui, há uma conexão, no futuro, de uma linha prioritária da Via Expressa e de uma linha de transporte ferroviário, que é o VLT, ligando o bairro Parangaba ao Mucuripe. E é exatamente aqui que eles se cruzam”, explicou.

O governo garante que a liberação parcial do túnel não vai refletir no andamento das obras, e portanto os serviços de acabamento e pavimentação da pista deverão continuar no sentido Aeroporto/Praia.

A intervenção teve início em julho de 2017 e já está com 90% de execução. As obras são necessárias para a implantação do corredor Parangaba/Papicu. A previsão de conclusão da obra é para dezembro de 2018.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

1 Trackback / Pingback

  1. Governo do Ceará assina ordem de serviço para retomada das obras da Linha Leste do metrô – Diário do Transporte

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: