Fortaleza inicia campanha contra assédio sexual nos ônibus

Publicado em: 1 de outubro de 2018

Cartazes devem ser distribuídos em 2.400 coletivos da capital

JESSICA MARQUES

Os ônibus de Fortaleza, no Ceará, receberam uma campanha contra assédio sexual no transporte público. Ao todo, 2.400 coletivos da capital devem receber cartazes incentivando a denúncia dos casos.

A iniciativa foi do Sindiônibus, sindicato que representa as empresas de transporte coletivo da cidade. Os informativos começaram a ser colocados desde sábado, 29 de setembro de 2018.

De acordo com informações do Sindiônibus, os sete terminais da cidade foram escolhidos para dar início à campanha, por concentrarem uma grande quantidade de passageiros todos os dias.

Agora, as empresas de ônibus serão responsáveis por passar imagens do circuito interno do veículo para ajudar nas investigações de casos de assédio sexual.

A mudança ocorreu após o presidente interino da República e ministro Dias Toffoli sancionar uma lei que torna crime importunação sexual e aumentou a pena para estupro coletivo. A sanção ocorreu na segunda-feira, 24 de setembro de 2018.

O presidente do Supremo Tribunal Federal assumiu temporariamente a Presidência da República por conta de uma viagem de Michel Temer para para Nova York, para participar da Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU).

Com a lei sancionada, agora importunação sexual é crime. Caracteriza-se como tal o ato libidinoso praticado contra alguém sem autorização. A pena prevista é de um a cinco anos de cadeia.

Relembre: Presidente interino da República sanciona lei que torna crime importunação sexual

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta