Metroviários do DF marcam assembleia para domingo e podem decretar greve

Dois motivos mobilizam a categoria: a reivindicação de nomeação de servidores aprovados em concurso público e o descumprimento do acordo coletivo de trabalho por parte do Metrô-DF

ALEXANDRE PELEGI

Os metroviários do Distrito Federal podem paralisar suas atividades.

Tudo dependerá de assembleia geral marcada para o próximo domingo, dia 16 de setembro de 2018, convocada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários do Distrito Federal (Sindmetrô-DF).

A assembleia, marcada com indicativo de greve, será na Praça do Relógio, em Taguatinga.

Dois motivos de descontentamento mobilizam a categoria: a nomeação de servidores aprovados em concurso público, o que até agora não ocorreu, e o descumprimento do acordo coletivo de trabalho. A assembleia discutirá inclusive proposta para assinatura de termo aditivo ao Acordo Coletivo vigente.

Em caso de decisão pela greve, os metroviários discutirão uma “operação de emergência”.

Uma greve marcada para abril deste ano foi cancelada pela categoria após aceitarem proposta do governo – pagamento de R$ 2,1 milhões por ano a título de recomposição salarial, a ser depositado no auxílio-alimentação.

Já em 2017 os metroviários paralisaram os serviços por 40 dias, e só retornaram ao trabalho após decisão do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (TRT-10).

greve_geral_metroviarios_DF

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: