Santarém (PA) cria número de WhatsApp para denúncias sobre transporte coletivo

Foto: Tarcisio Schnaider

SMT Cidadão foi criado para reclamações, denúncias e sugestões sobre o sistema de ônibus da cidade paraense

ALEXANDRE PELEGI

A cidade de Santarém, no oeste do estado do Pará, lançou nesta terça-feira, dia 21 de agosto de 2018, o SMT Cidadão.

Lançado por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade e Trânsito (SMT), o serviço funciona pelo Whastappm e é voltado a reclamações, denúncias e sugestões sobre o sistema de ônibus da cidade.

O SMT Cidadão funciona pelo número (93) 99147-8232.

O objetivo do projeto é que coletar as informações da população e, através delas, melhorar o combate às irregularidades cometidas no trânsito por condutores de ônibus.

O serviço por WhatsApp foi lançado durante a Campanha Desconecta Trânsito ON Celular OFF, que começo nesta terça. Iniciativa da Secretaria através da Divisão de Educação para o Trânsito, a campanha visa chamar a atenção da sociedade para o uso do aparelho celular ao volante.

Para usar a ferramenta do SMT Cidadão, no caso de denúncia o usuário precisa apenas enviar uma mensagem com nome completo, número de RG ou CPF, e descrever o fato.

No caso de reclamação, deve informar o nome da linha, o número da ordem de serviço (os seis dígitos na lateral e na parte traseira do ônibus), horário e perímetro onde ocorreu o problema a ser relatado. O usuário poderá enviar anexo áudio, vídeo ou foto da ocorrência.

Sempre que usar o WhatsApp SMT Cidadão o usuário receberá um protocolo de atendimento.

A prefeitura promete responder às reclamações e denúncias em no máximo dez dias úteis, e garante privacidade dos dados dos usuários que utilizarem o serviço.

Os usuários podem denunciar situações que envolvam motoristas de ônibus nas seguintes situações: avanço do sinal vermelho; conversa ao celular enquanto dirige; manobras arriscadas; desvio de rota; fora de itinerário, etc.

Dados da SMT apontam que no primeiro semestre de 2018 foram autuados 333 condutores por uso do celular ao volante.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: