Governo do Estado do Espírito Santo quer R$ 15 milhões de empresas responsáveis por terminal de ônibus

No dia 21 de julho, a Ceturb já interditou o terminal de Itaparica após um laudo apontar problemas na estrutura com riscos para os milhares de usuários. Foto: Divulgação.

Local está interditado desde julho por falhas na estrutura e risco de desabamento

JESSICA MARQUES

O Governo do Estado do Espírito Santo quer R$ 15 milhões das empresas responsáveis pelo terminal de ônibus de Itaparica, em Vila Velha. O local está interditado desde julho por falhas na estrutura e risco de desabamento.

Segundo informações do portal Gazeta Online, o governo vai entrar com uma ação civil pública contra oito engenheiros responsáveis pela obra. O procurador-geral do Espírito Santo, Alexandre Nogueira Alves, informou à reportagem que os R$ 15 milhões consideram R$ 7 milhões já gastos no terminal, R$ 3,5 milhões por dano moral e R$ 5 milhões para a construção de uma nova estrutura.

“Uma ação civil pública visa a proteção do patrimônio público e da sociedade, da coletividade. Estamos buscando ressarcimentos de todos os prejuízos causados pelas empresas responsáveis tanto pelo projeto, quanto pela execução da obra. E estamos pleiteando também danos morais coletivos, em favor da sociedade. Danos morais que depois podem ser revertidos na própria melhoria no sistema de mobilidade urbana da Grande Vitória. Nós estamos estimando inicialmente o valor de R$ 15 milhões. É uma estimativa inicial que compreende o que já foi gasto com a construção do terminal, com o que também vai ser gasto – que a gente ainda não tem estimativa final dos valores – como também os danos morais coletivos que vamos cobrar das empresas responsáveis e dos engenheiros que assinaram os laudos da construção”, disse o procurador à reportagem.

Pelo terminal, circulam aproximadamente 45 mil pessoas por dia, que estão sendo prejudicadas pela interdição.

No dia 21 de julho, a Ceturb já interditou o terminal de Itaparica após um laudo apontar problemas na estrutura com riscos para os milhares de usuários. Havia risco de desabamento. As linhas foram transferidas para os terminais do Ibes e de Vila Velha.

O Governo do Estado do ES gasta anualmente R$ 13,5 milhões em serviços e manutenção nos terminais.

Leia mais em Governo do ES promete R$ 7 milhões para reformar 10 terminais na Grande Vitória

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta