Primeiros caminhões elétricos da BYD chegam ao Brasil

Veículos encomendados pela Corpus Saneamento e Obras entram em operação em setembro

JESSICA MARQUES

Os primeiros caminhões elétricos da BYD já chegaram ao Brasil. Até o momento, seis veículos, de um lote de 200 encomendado pela Corpus Saneamento e Obras, já desembarcaram no país para serem utilizados no serviço de coleta e transporte de resíduos.

Os veículos foram embarcados no início de junho, na cidade de Changsha, na China, e fazem parte do primeiro lote de 21 unidades com entrega programada para este ano.

O grupo Corpus Saneamento e Obras, que trabalha com coleta, transporte e destinação de resíduos em São Paulo e no Espírito Santo, encomendou 200 caminhões elétricos da empresa chinesa BYD, do modelo eT8A. A compra foi noticiada pelo Diário do Transporte em maio deste ano.

Relembre: Empresa que atua em São Paulo e no Espírito Santo encomenda 200 caminhões elétricos da BYD

Os caminhões entregues neste ano estão previstos para substituírem, gradativamente, parte da frota movida a diesel.

Conforme informações da BYD, os caminhões eT8A que foram encomendados não emitem gases de escapamento ou qualquer fumaça na atmosfera, possuem manutenção simplificada e são mais silenciosos que os veículos tradicionais utilizados na limpeza urbana.

“Utilizam como fonte de energia bateria especialmente desenvolvida para a eletrificação veicular, com tecnologia exclusiva de Fosfato de Ferro Lítio (reciclável e com vida útil de até 30 anos). Têm PBT técnico de 21 toneladas na versão 4×2 e autonomia estimada de oito horas de operação por recarga (cerca de 200 quilômetros)”, informou a empresa, em nota.

O gerente de manutenção de frota da Corpus, Charles Fioravante, explicou que, antes de entrar em operação, os novos caminhões vão passar por uma revisão e receber o compactador de resíduos com sistema eletro-hidráulico, para atuar na coleta de lixo.

“Esse sistema substitui as tradicionais alavancas e garante maior eficiência energética e redução do nível de ruído no funcionamento do equipamento”, explicou Charles Fioravante.

Os caminhões BYD contam também com os sistemas “one pedal drive” e KERS de recuperação de energia elétrica pela energia cinética obtida no uso dos freios. Conforme explicado pela BYD, com o pedal de embreagem e a transmissão de quatro marchas, o sistema permite ao motorista conduzir o veículo utilizando apenas o acelerador. De acordo com a Corpus o uso do “one pedal drive” pode ser feito em 90% do percurso realizado para a coleta.

“O eT8a é o caminhão de lixo mais silencioso e confortável do mercado, garantindo o bem-estar e a satisfação da população. Diferente dos caminhões movidos a diesel, sua transmissão está diretamente ligada ao motor, sem embreagem. Para facilitar as partidas nas mais íngremes rampas, possui torque máximo de 1.500 Nm a partir de zero rpm, o maior da categoria, uma revolução em relação aos convencionais, que possuem menos torque e somente a rotações bem mais elevadas”, disse Carlos Roma, diretor de vendas da BYD do Brasil.

Além disso, o caminhão BYD eT8A não emite nenhum tipo de poluente, desde a produção até o uso final, segundo a empresa, pois a bateria de fosfato de ferro lítio não contém metais pesados e o eletrólito é atóxico.

“Com a emissão zero, deixamos de emitir aproximadamente 14 toneladas de CO2/mês/veículo (Combustão de 1 litro de diesel produz aproximadamente 4 quilos de CO2, o consumo de um caminhão é de aproximadamente 10 l/h, o mesmo trabalha aproximadamente 360 h/mês), que é o maior responsável pelo efeito estufa. Passamos a gerar maior conforto aos colaboradores e à comunidade, pela melhor dirigibilidade, segurança e baixo nível de ruídos (menor estresse)”, garantiu Fioravante, em nota.

O valor do investimento não foi divulgado pela Corpus, mas os caminhões eT8A custam R$ 1,5 milhão cada na versão elétrica e R$ 300 mil na versão movida a diesel, no mercado.

A Corpus atua em seis municípios de São Paulo e em Vitória, capital do Espírito Santo. A empresa foi fundada em 1987 e hoje tem uma frota de 400 veículos, dos quais 300 são caminhões.

SOBRE O BYD eT8A

O BYD eT8A foi o primeiro veículo totalmente elétrico do mundo produzido em massa para coleta e transporte de resíduos.

O caminhão é alimentado por uma bateria de fosfato de ferro lítio, reciclável, com vida útil de até 40 anos. Com isso, o veículo não emite poluentes ou fumaça de escapamento na atmosfera.

O modelo conta com transmissão automatizada, auxiliar de partida em rampa e freios de serviço automáticos quando o veículo não estiver em movimento. O torque máximo é de 1500 Nm.

Segundo o diretor comercial da BYD no Brasil, Carlos Roma, o custo de manutenção é de pelo menos um terço de um veículo a Diesel.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

1 comentário em Primeiros caminhões elétricos da BYD chegam ao Brasil

  1. Se rodar em SP capital, espero ver um por ai.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: