Rodoviários mantêm greve de ônibus em Novo Hamburgo

Foto: Divulgação (Prefeitura de Novo Hamburgo)

Em cumprimento a determinação judicial, apenas metade da frota circulou neste sábado

ALEXANDRE PELEGI

Em greve por reposição salarial, os rodoviários de Novo Hamburgo, cidade do Vale dos Sinos, no interior gaúcho, colocaram metade da frota para rodar neste sábado, dia 11 de agosto de 2018.

A tabela horária reduzida se dá em função de uma liminar do TRT (Tribunal Regional do Trabalho) de sexta-feira, dia 9.

Para evitar uma situação de ilegalidade o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários fez um acordo com a prefeitura, que determinou que 50% da frota deveria sair das garagens, contingente utilizado aos domingos.

A tabela regular de sábado, no entanto, circula em condições normais com 75% do total de ônibus dos dias úteis.

Com uma frota total em torno de 80 ônibus, a paralisação dos rodoviários começou na manhã de sexta-feira (10), quando nenhum veículo deixou as garagens. Os ônibus voltaram às ruas somente na parte da tarde.

A categoria reúne cerca de 600 rodoviários, que atendem a 40 mil usuários no transporte municipal diariamente.

O sindicato da categoria pede reposição salarial de 3,3%, referente a 2017, mais 2,5% de 2018. Até agora as empresas repassaram 1,76% em julho, o que causou o impasse.

A greve segue por tempo indeterminado, de acordo com Lauri Finotti, que preside o Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário de Novo Hamburgo. Ele afirma que não há nenhuma reunião agendada com a prefeitura, e que a categoria continuará lutando pela reposição.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: