Biometria facial nos ônibus de Santos começa a funcionar a partir de segunda-feira

A tecnologia está sendo implantada pela Viação Piracicabana, empresa permissionária do transporte coletivo local. Foto: Susan Hortas / Prefeitura de Santos.

Tecnologia tem como objetivo coibir fraudes em gratuidades no sistema de transporte público do município

JESSICA MARQUES

Os ônibus municipais de Santos, no litoral paulista, terão o sistema de biometria facial funcionando a partir desta segunda-feira, 30 de julho de 2018. A tecnologia tem como objetivo coibir fraudes em gratuidades e benefícios tarifários no sistema de transporte público do município.

A Companhia de Engenharia de Tráfego da cidade, por meio da Prefeitura de Santos, informou que solicitou a implantação da tecnologia à permissionária do serviço de transporte coletivo.

A tecnologia está sendo implantada pela Viação Piracicabana, empresa permissionária do transporte coletivo local. Por meio da solicitação, foi autorizada a identificação biométrica para dois grupos de usuários.

O sistema de reconhecimento facial vai funcionar para passageiros que utilizem passe escolar, com desconto de 50% no valor da passagem, e para pessoas com deficiência que utilizem o cartão especial, que dá direito a gratuidade.

A Prefeitura de Santos informou, em nota, que quando o cartão for passado no validador para liberar a catraca, a câmera vai captar imagens do passageiro. O sistema vai comparar a foto com a que está registrada no banco de imagens, feita quando o passageiro realizou um cadastro na permissionária.

A catraca não será bloqueada na hora, caso o sistema identifique algum tipo de irregularidade. Contudo, o usuário será convocado para se justificar em um prazo de sete dias sobre a divergência com relação à foto de cadastro.

Se, após esse processo, não forem apresentadas explicações por parte do passageiro, será emitida uma advertência. Na próxima vez em que o sistema identificar algum tipo de irregularidade, o cartão será bloqueado por 60 dias. Em uma terceira vez, o bloqueio fica válido por 360 dias.

A prefeitura afirma ainda que a utilização do sistema de reconhecimento facial “vai assegurar que titulares de cartões eletrônicos expedidos para estudantes e deficientes (beneficiados com redução ou gratuidade) sejam, efetivamente, os usuários transportados nos coletivos”.

O sistema de reconhecimento facial será formado por equipamentos instalados nos ônibus, garagens e na central de processamento da permissionária, que armazenará os dados dos usuários (imagens faciais) devidamente cadastrados”, completa o comunicado.

Leia mais em Prefeitura de Santos anuncia biometria facial nos ônibus municipais

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta