Terminais de ônibus de Teresina terão catracas e grades

As mudanças ocorrem após três meses do início de funcionamento do Inthegra, novo sistema de transporte público da capital, que permite integração entre as linhas. Foto: Divulgação.

Tempo de integração e quantidade de utilizações também foram ampliados

JESSICA MARQUES

Os terminais de ônibus de Teresina, no Piauí, terão catracas e grades. Segundo informações da Strans (Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito), a implantação já está na fase final.

As mudanças ocorrem após três meses do início de funcionamento do Inthegra, novo sistema de transporte público da capital, que permite integração entre as linhas. Após a finalização da instalação das grades e catracas, os quiosques de vendas de passagens terão um acesso externo aos terminais para que as pessoas possam adquirir o cartão sem ter que entrar nos locais.

Além dessas mudanças, também foi ampliada de oito para 12 a quantidade de utilizações de integração. O tempo de integração, por sua vez, foi de 2h para 2h30.

Segundo informações da Prefeitura, a medida de fechamento dos terminais com as grades tem como objetivo facilitar o embarque os passageiros nos ônibus.

De acordo com o superintendente da Strans, Carlos Daniel, os projetos dos terminais foram idealizados para serem abertos, mas com o funcionamento foi detectada a necessidade do fechamento. “Na prática, percebemos que os terminais abertos estão dificultando o acesso dos usuários aos ônibus, por isso resolvemos fechar e implantar catracas na entrada dos terminais, com isso fica mais ágil o acesso aos coletivos” – disse, em nota.

O fechamento iniciou pelo Terminal do Bela Vista, que foi concluído, aguardando a implantação das catracas. “Concluímos o fechamento do Terminal do Bela Vista, e o Terminal do Parque Piauí está em fase de conclusão. Nesta semana iniciamos o fechamento do Terminal do Livramento. Foram colocadas grades semelhantes às que existem nos Shoppings da Cidade, com isso estaremos melhorando o serviço para todos os usuários”.

O superintendente também informou que a ampliação da quantidade de banheiros foi outra necessidade identificada no dia a dia de funcionamento dos terminais. “A ampliação da quantidade de banheiros foi uma solicitação das pessoas que trabalham no local e dos usuários” – afirmou.

Leia também: Teresina lança o Inthegra, novo sistema de transporte público

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Alberto Santos Mattos disse:

    Bom dia pessoal!
    Bastante crítica esta situação.
    Isto dá um desânimo horrível viver neste país.
    Espero com 72 anos de vida, o governo voltar a acreditar firmente na educação sem isso vamos para o fundo do poço como falava o finado ANTONIO ERMÍRIO DE MORAES presidente do Grupo Votorantim!
    Um abraço
    Albert

Deixe uma resposta