Sindicato de motoristas de Sumaré (SP) decreta estado de greve após série de agressões

Foto: Divulgação. Imagens das câmeras de segurança do ônibus

Após agressão a motorista na quarta-feira, trabalhadores pedem ‘providências para garantir a segurança no transporte’ da cidade. Sindicato das Empresas da Região Metropolitana de Campinas confirma: casos de ataques a motoristas ocorrem desde 2017

ALEXANDRE PELEGI

O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Americana e Região divulgou nota neste sábado, dia 9 de junho de 2018, em que anuncia estado de greve na cidade de Sumaré, região de Campinas (SP), após os frequentes casos de agressão a motoristas e cobradores da Auto Viação Ouro Verde. O título da nota é “Edital de Greve”.

Na noite da última quarta-feira, dia 6 de junho, uma motorista da Ouro Verde foi agredida por um perueiro na cidade. O Boletim de Ocorrência sobre o caso foi registrado na quinta-feira, dia 7. Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2018/06/07/motorista-de-onibus-de-sumare-sp-e-agredida-por-perueiro/

O Diário do Transporte está apurando os casos de agressão que, segundo relatos da própria Viação Ouro Verde, vêm ocorrendo desde 2017. Os registros das ocorrências já foram entregues pela concessionária do transporte coletivo à prefeitura em diversas oportunidades.

Nos relatos são descritas situações de ameaças diretas, com fechadas e ataques aos ônibus com pedras e pedaços de madeira.

Na noite de quinta-feira, dia 7 de junho, a diretoria do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário de Americana e Região já se reunira com representantes da Prefeitura de Sumaré, após convocação de uma paralisação para este sábado. Os representantes sindicais pediram uma reunião com o prefeito da cidade, Luiz Alfredo Dalben, e com as polícias Civil e Militar. Diante da expectativa do encontro, que pode correr nesta segunda-feira, dia 11 de junho, o sindicato dos trabalhadores suspendeu a paralisação marcada para hoje.

edital de greve

Agora, segundo o “Edital de Greve” divulgado hoje, o sindicato “comunica as empresas permissionárias/concessionárias, as autoridades competentes e, em especial, a população em geral e os usuários do transporte público da empresa Auto Viação Ouro Verde Ltda., da decretação de greve que poderá ocorrer a partir de 72 horas da publicação do presente”.

Ainda segundo o Edital, a greve poderá ocorrer “caso não seja atendida a reivindicação de garantia de segurança aos trabalhadores que estão sendo vítimas de constantes perseguições, ameaças e agressões durante suas jornadas de trabalho”.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Mateus Fernandes disse:

    Só tirar do sistema os marginais que fazem isso, simples!
    Quem faz isso não é trabalhador, é marginal.
    Agridem proprios colegas de trabalho, se não respeitam os colegas não podem ficar nessa profissão, é exclusão e acabou! E processo na Justiça! Quero ver algum palhaço se atrever a fazer de novo!
    Sujam a imagem dos perueiros ainda por cima, esses marginais…
    A prefeitura sabe disso ha tempos, porque não faz nada? É cumplice? Vão esperar alguem morrer né?

Deixe uma resposta para Mateus Fernandes Cancelar resposta