Greve de ônibus em Passo Fundo (RS), promovida por trabalhadores da Codepas, chega ao terceiro dia

Foto: Matheus Moraes / Diário da Manhã (Passo Fundo/RS)

Trabalhadores da empresa pública de transporte coletivo rejeitaram nova proposta da empresa; audiência nesta quinta-feira no TRT pode encerrar movimento

ALEXANDRE PELEGI

A cidade de Passo Fundo, interior do Rio Grande do Sul, se livrou de uma greve de ônibus em maio, mas há três dias enfrenta uma paralisação parcial..

As empresas Coleurb e Transpasso, que operam 70% das linhas da cidade, fecharam acordo salarial com seus funcionários no mês passado, pondo fim à campanha salarial da categoria. (Leia aqui)

Mas os cerca de 230 trabalhadores da Companhia de Desenvolvimento de Passo Fundo (Codepas), que operam o restante das linhas da cidade do interior gaúcho, entram nesta quinta-feira, dia 7 de junho, em seu terceiro dia de greve, iniciada na última terça-feira, dia 5 de junho.

Em campanha salarial, a maioria dos trabalhadores rejeitou proposta de reajuste apresentada pela direção da Codepas na segunda-feira, dia 4, e não saíram com os ônibus da garagem da empresa.

Nessa quarta-feira, dia 6, a empresa pública ofereceu nova proposta durante audiência de mediação, igualmente rejeitada pela categoria em assembleia realizada à tarde.

A Codepas ofereceu reajuste salarial de 2% e 2,84% no tíquete alimentação, ambos retroativos à data base de abril. Ofereceu ainda uma cláusula optativa ao trabalhador, que poderia migrar de tíquete mensal – formato atual – para tíquete diário, com pagamento de R$ 630.

Com a rejeição da proposta a greve permanece até o fim da nova audiência com o TRT, o que deve ocorrer na manhã desta quinta-feira.

No dia de ontem, quarta-feira, apenas quatro ônibus da Codepas circularam na cidade de Paso Fundo: as linhas do bairro Integração, Morada do Sol/São Luiz e Planaltina. As demais linhas da cidade, 70% do total, continuam circulando normalmente, operadas pelas empresas Coleurb e Transpasso.

No total, desde o início da campanha, a Codepas já fez cinco propostas aos trabalhadores.

A Codepas é uma empresa pública sob o formato de sociedade anônima, onde a Prefeitura Municipal é acionista majoritária com 98,8% do capital social. Atualmente, a frota de ônibus da empresa é de 32 veículos. A empresa foi criada em dezembro de 1984.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: