Teresina inaugura VLT, resultado de projeto de modernização do Metrô

Foto: Governo do Piauí

Além dos trens, projeto envolve novo sistema metroviário para a capital piauiense

ALEXANDRE PELEGI

Teresina, capital do Piauí, inaugurou nesta segunda-feira, dia 4 de junho de 2018, seu primeiro Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT).

O VLT foi implantado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado dos Transportes (Setrans), e é resultado da modernização do metrô de Teresina, projeto previsto para custar cerca de R$ 450 milhões.

Com capacidade para 600 passageiros, o percurso durou cerca de 22 minutos, 10 minutos a menos do que o metrô de Teresina. A passagem custa R$ 0,80.

A viagem inaugural aconteceu da estação Terminal Itararé, com desembarque na Estação Engenheiro Alberto Silva, no Centro da capital piauiense.

O novo modal vem equipados com ar-condicionado, piloto automático, sistema de segurança nas portas, câmeras de monitoramento e sensores de força e mapeamento.

A Setrans adquiriu três VLTs, sendo que hoje passou a funcionar o primeiro. Os dois restantes estarão em pleno funcionamento até o mês de agosto, garantindo uma capacidade total para transportar até 1.800 passageiros por viagem.

Além dos trens, a obra de modernização do Metrô de Teresina envolve a reforma dos trilhos, estações, duplicação, nova ponte sobre o rio Poti, além de um centro de controle de operações. Metade do valor do custo total do projeto, R$ 215 milhões, decorre de uma operação com a Caixa Econômica Federal.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Samuel disse:

    R$0,80 centavos !!!!! Agora sei porque pago tanto IRPF !!!!!

Deixe uma resposta