Bicicletas compartilhadas passam a ter custo de R$ 0,10 para uso, com greve dos caminhoneiros

Vai de Bike ficou mais barato em São Paulo, no Rio de Janeiro, em Salvador, Recife, Belo Horizonte e Porto Alegre

Modal passa a ser uma das principais opções para deslocamento em seis capitais brasileiras

JESSICA MARQUES

Durante a greve dos caminhoneiros, que afeta o abastecimento de combustível dos ônibus em todo o país, o sistema de compartilhamento de bicicletas ficou mais barato em seis capitais brasileiras. O modal passou a ser uma opção ainda mais vantajosa em São Paulo, no Rio de Janeiro, em Salvador, Recife, Belo Horizonte e Porto Alegre.

O Vai de Bike, que normalmente custa R$ 8 a diária e R$ 10 no plano mensal, passou a custar R$ 0,10 apenas, por dia utilizado. O sistema é administrado pelo Itaú Unibanco e pela Tembici.

O desconto será válido até a próxima quinta-feira, 31 de maio, nas seis praças de compartilhamento de bicicletas.

“Com o comunicado realizado em parceria com a agência Africa, a liberação das laranjinhas tem o objetivo de facilitar a locomoção da população das cidades através do estimulo a utilização da bike como modal de transporte, além de promover um olhar mais solidário e mais ecológico sobre a questão da mobilidade urbana em meio à crise de abastecimento.”

ÔNIBUS

Entre as capitais, no Rio de Janeiro, a situação é uma das mais críticas. Um dos principais sistemas de alta capacidade do município, a rede de BRTs, está sem ônibus neste sábado, 26 de maio de 2018. Os serviços estão suspensos por tempo indeterminado nos corredores Transolímpica, Transoeste, e Transcarioca. Também há suspensão de linhas comuns.

Em São Paulo, as empresas colocaram os ônibus para operar na manhã deste sábado.

Três delas, entretanto, ainda não receberam diesel e operaram de forma reduzida: Viação Cidade Dutra (zona Sul), Tupi (zona Sul) e Via Sul (zona Sudeste).

Em Salvador, metade da frota dos ônibus está circulando neste sábado, segundo informações da Prefeitura. A expectativa é de que apenas 30% circule no domingo.

Veja a situação dos transportes em outras capitais e cidades brasileiras, em tempo real:

Jessica Marques para o Diário do Transporte
Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta