CPTM vai recorrer de decisão do STJ para indenizar vítima de abuso sexual

STJ determinou indenização de R$ 20 mil para passageira que foi vítima de assédio sexual dentro do trem

Companhia informou que ainda não foi intimada e desconhece os argumentos da Ministra Nancy Andrighi

JESSICA SILVA PARA O DIÁRIO DO TRANSPORTE

A CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) informou que vai recorrer da decisão do STJ (Superior Tribunal de Justiça) que determinou indenização de R$ 20 mil para passageira que foi vítima de assédio sexual dentro do trem.

“A CPTM ainda não foi intimada sobre essa decisão e desconhece os argumentos da Ministra Nancy Andrighi. A Companhia recorrerá da decisão e ressalta que repudia o abuso sexual dentro e fora dos trens.” – informou a Companhia, em nota.

O caso ocorreu na Linha 11-Coral (Luz — Guaianases) em 7 de fevereiro de 2014. A decisão foi tomada pela 3ª Turma do STJ nesta terça-feira, 15 de maio.

Relembre: STJ condena CPTM a indenizar passageira em R$ 20 mil por assédio sexual

Veja o voto da relatora na íntegra.

A Companhia também destacou, em nota, ações tomadas contra o assédio sexual dentro dos trens. “A CPTM intensificou o treinamento dos empregados para atendimento às vítimas de abuso sexual e as campanhas de conscientização, inclusive em parceria com o TJ-SP e MP-SP”.

“A segurança nas dependências da CPTM é feita por 1.300 agentes uniformizados e à paisana, além de um sistema de monitoramento com mais de 5.000 câmeras de vigilância em toda a rede. Além disso, os usuários podem fazer denúncias pelo SMS 9 7150-4949” – concluiu a Companhia, em nota enviada ao Diário do Transporte.

1 comentário em CPTM vai recorrer de decisão do STJ para indenizar vítima de abuso sexual

  1. SDTConsultoria em Transportes // 16 de Maio de 2018 às 16:37 // Responder

    … Se esta moda pegar, tenho receio das empresas de transportes.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: