Linhas de ônibus integradas ao metrô de Belo Horizonte continuam com tarifa mais cara

Integração, que custava R$ 4,05 inicialmente, está sendo realizada a R$ 5,50 por meio do cartão BHBus.

Sintram informou que os valores antigos de integração voltarão a ser praticados a partir desta terça-feira, 15 de maio

JESSICA SILVA PARA O DIÁRIO DO TRANSPORTE

Mesmo após a revogação do aumento da tarifa do metrô de Belo Horizonte, em Minas Gerais, as linhas de ônibus integradas ao sistema metroferroviário continuam com o valor mais alto da passagem.

Nesta segunda-feira, 14 de maio, a integração, que custava R$ 4,05 inicialmente, está sendo realizada a R$ 5,50 por meio do cartão BHBus. Antes do aumento da tarifa do metrô, o valor da passagem era integrado por R$ 2,60 pelo ônibus e R$ 1,45 pelo metrô. Após o aumento, ficou R$ 2,90 pelo segundo transporte.

As tarifas das linhas de ônibus metropolitanos integradas ao metrô foram reajustadas no sábado, 12 de maio. A integração é feita com o Cartão Ótimo e o valor foi de R$ 1,53 para R$ 2,88, referente à tarifa do metrô.

O Sintram (Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros Metropolitano) informou que os valores antigos da tarifa de integração voltarão a ser praticados a partir desta terça-feira, 15 de maio.

Ao G1, a BHTrans (Empresa de Transporte e Trânsito de Belo Horizonte) informou que aguardava “ser oficialmente comunicada para que o valor cobrado no cartão BHBus seja alterado nas catracas dos ônibus e das estações”. O procedimento não é automático, segundo a empresa.

A Subsecretaria de Regulação de Transportes, ligada à Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas, por sua vez, informou que as empresas das linhas metropolitanas integradas já foram comunicadas para retornar ao valor antigo, mas a atualização é feita nos ônibus um por um.

SUSPENSÃO DO AUMENTO

Após considerar que o repasse de custos acumulados em 12 anos não é “condizente com o princípio da moralidade administrativa”, o juiz Mauro Pena Rocha, da 4ª Vara da Fazenda Pública e Autarquias da Comarca de Belo Horizonte, suspendeu liminarmente o ato que determinou o reajuste da tarifa do metrô de Belo Horizonte, da CBTU.

Relembre: Liminar da Justiça de Minas suspende aumento do metrô de BH

Leia também: CBTU mantém tarifa do metrô de BH a R$ 3,40 enquanto não recebe notificação

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta