Ao menos 40 linhas de ônibus alteradas por causa de incêndio no Paissandu

Imagens do prédio pouco antes de desabar. Reprodução Twitter

Passageiros são deixados nas imediações de terminais próximos e no Largo do Arouche

ADAMO BAZANI

Em torno de 40 linhas de ônibus que partem das zonas Norte e Oeste de São Paulo foram alteradas devido aos trabalhos de resfriamento dos escombros e tentativa de resgate às vítimas de um prédio que desabou após ser atingido por incêndio nesta madrugada, no Largo do Paissandu, região central da cidade.

De acordo com a SPTrans – São Paulo Transporte, gerenciadora do sistema da capital paulista, as linhas estão indo até terminais próximos, como o Amaral Gurgel, ou ao Largo do Arouche.

Além de o prédio que desabou, as chamas atingiram outro prédio e os escombros destruíram parcialmente a Igreja Luterana, construída em 1908, e que fica ao lado.

O prédio que desabou pertencia ao Governo Federal e tinha sido ocupado por pessoas sem teto.

Até o início da manhã de hoje, os Bombeiros ainda não tinham contabilizado o total de vítimas.

A CET organiza os bloqueios de trânsito na região. Às 16h desta terça-feira, a companhia informará o esquema de interdição que funcionará a partir de amanhã e a SPTrans divulgará como será a operação dos ônibus na região.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta