Passageiro de São Paulo já pode recarregar Bilhete Único pelo Facebook

Publicado em: 27 de abril de 2018

Compra pode ser validada depois dentro dos ônibus – Foto: Adamo Bazani – Clique para ampliar

Serviço não cobra taxa e já está autorizado pela SPTrans. Ideia é de startup. Segundo um dos desenvolvedores, o objetivo é apresentar o sistema para outras cidades.

ADAMO BAZANI

Passageiros de ônibus dos sistemas da SPTrans – São Paulo Transporte, na Capital Paulista, do Metrô e também da CPTM já podem recarregar o Bilhete Único por meio do Facebook.

Basta acessar, no Facebook, a página chamada “Bipay” e abrir uma conversa, como se estivesse batendo um papo com os seus contatos na rede social. A conversa pode ocorrer no Facebook aberto no computador ou pelo Facebook Messenger, no celular.

O endereço da página é: https://www.facebook.com/falecombipay/

“Bipay” é o nome do serviço da startup OnBoard Mobility, responsável pelo desenvolvimento do sistema.

O atendimento é eletrônico. Durante a conversa, um “robô” vai pedir dados como CPF, nome completo, e o número de cartão de crédito que vai ser usado para fazer a compra.

Para registrar estes dados, vai ser aberta uma caixa de login. Todo este procedimento será feito apenas no primeiro acesso. Uma vez cadastrado, o passageiro já pode fazer a compra do crédito automaticamente.

O pagamento é por meio de cartão de crédito, das principais bandeiras, e não há cobrança de taxa de conveniência, como ocorre com os demais aplicativos de recarga de bilhete de transportes.

Segundo um dos fundadores da startup, Luiz Renato de Mattos, o procedimento é rápido.

“Em menos de um minuto, o passageiro consegue fazer a recarga do bilhete dele, em qualquer lugar que estiver. E o que é muito interessante é que dependendo da operadora de telefonia móvel, o passageiro não gasta seu plano de dados, porque muitas operadoras dão isenção para uso de rede social” – explicou.

O crédito vai, no mesmo momento, para o bilhete e pode ser validado em seguida nos leitores das catracas dos ônibus e dos terminais.

A startup recebe uma comissão a cada compra, sem custo extra para o passageiro.

Segundo Luiz Renato, em breve, devem estar disponíveis as opções de pagamento por cartão de débito e, em maio, com dinheiro.

Outra vantagem do sistema, ainda de acordo com Luiz Renato, é que não é necessário baixar um aplicativo para a compra de crédito, sem, assim ocupar a memória do celular.

“É o Facebook normal mesmo. Não precisa baixar nada no celular ou computador” – explicou.

Não há nenhum vínculo direto com o Facebook, que é apenas uma plataforma do serviço, como ocorre como a App Store e a Play Store,  segundo a empresa, que ainda garantiu que os dados do passageiro são protegidos.

A ideia surgiu no MobLab, o laboratório de tecnologia para a mobilidade, mantido pela Secretaria de Mobilidade Transportes, que reúne jovens empreendedores e startups.

A gerente de atendimento da SPTrans, Isabela Muniz, disse que o uso da tecnologia pode facilitar a vida dos passageiros que usam os transportes na cidade.

“Apoiar este tipo de iniciativa é muito importante para melhorar a experiência do passageiro no transporte público.
Acreditamos que a viagem começa antes de entrar no ônibus, principalmente para adquirir o Bilhete Único, comprar créditos e solicitar outros serviços de atendimento. Essas inovações, para melhoria da qualidade dos serviços, vão ao encontro com os desejos e necessidades dos nossos passageiros.”

A reportagem do Diário do Transporte testou fazer uma compra. O cadastro foi rápido. Um código foi enviado por SMS ao celular para confirmação.

A compra foi de R$ 10 em crédito. Ao final da transação, o sistema mandou um email para confirmar a compra.

 

Segundo Luiz Renato de Mattos, o objetivo é apresentar a tecnologia para outros sistemas de transportes.

“Vamos apresentar esta solução para outras cidades. Agora no dia 08 de maio teremos uma apresentação para a FNP – Frente Nacional de Prefeitos e levar este projeto para outras prefeituras” – completou.

OUÇA A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA E SAIBA MAIS: – Acesse este link

Entrevista-Facebook-Bilhete-Único

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Comentários

  1. João Alves dos disse:

    Fui fazer UM cadrastc e nao consegui

    1. blogpontodeonibus disse:

      Testamos e deu certo.
      Tente novamente e depois retorne para os próprios desenvolvedores

  2. William de Jesus disse:

    Meio complicado esse esquema de passar informações de CPF e numero do cartão por inbox no Facebook. O ideal seria ter algum plugin de segurança para instalar no Facebook e assim o usuário teria mais segurança para efetuar a compra

    1. Luiz Mattos disse:

      Olá William, os dados de CPF e número de cartão não transacionam no inbox. É aberto uma página web em ambiente seguro e certificado para isso como você mesmo sugeriu.

  3. Só falta criar um meio de podermos ver saldos e extratos pelo celular ou internet.

    1. Helenilda, pela solução você consegue consultar o extrato de todas as recargas que você fez através dela e já está sendo trabalho a consulta de saldo via NFC do celular.

  4. Se eu conseguisse entender o que o entrevistado fala, eu tentaria ver o funcionamento mas a dicção dele é ruim, parece que ele está correndo! Que tal soletrar o endereço?

Deixe uma resposta