Linha 13 Jade, do Aeroporto em Guarulhos, passa a funcionar todos os dias a partir de segunda, 30

Em quatro fins de semanas de operação, foram transportados 120 mil passageiros

Horário continuará reduzido das 10h às 15h para testes. Operação integral deve ter início em junho

ADAMO BAZANI

A CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos informou que a partir desta segunda-feira, 30 de abril, a linha 13 – Jade (Estação Engenheiro Goulart/Estação Aeroporto Guarulhos) passa a funcionar todos os dias.

Entretanto, por causa dos testes no período de operação assistida, os horários continuam reduzidos, das 10h às 15h.

A operação comercial, com cobrança de tarifa e, em todo horário da rede, das 4h à meia-noite, deve começar em junho.

Em junho também devem começar algumas partidas por dia a partir da estação Brás, somente nos horários de pico.

Já Trem Expresso, entre as estações da Luz e Aeroporto, é previsto para operar entre julho e agosto e terá tarifa de R$ 8,00.

Os testes com passageiros em horário reduzido para ampliações gradativas de atendimento ocorrem em sistemas de trens e metrô e praticamente todo o mundo.

Desde a inauguração, em 31 de março, os trens operavam apenas aos sábados e domingos.

Segundo a CPTM, nos quatro finais de semana de testes, foram transportadas 120 mil pessoas.

O Diário do Transporte esteve na cobertura da inauguração da linha e constatou a preocupação dos passageiros com o fato de o trem parar longe dos terminais do Aeroporto. Por exemplo, do Terminal 3, a distância é de 2,5 km.

Os passageiros precisam fazer a transferência para ônibus operados pela empresa GRU Airport, concessionária do Aeroporto em Guarulhos. O secretário de Transportes Metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni, responsabilizou a concessionária pelos fatos do trem da CPTM não chegar até perto do Aeroporto e por ainda não ter sido construída uma espécie de monotrilho entre o trem e os terminais aéreos. Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2018/03/31/alckmin-inaugura-linha-13-jade/

A Linha 13-Jade tem 12,2 quilômetros de extensão – uma parte do trajeto em superfície (4,3 km) e outra em elevado (7,9 km); duas novas estações: Guarulhos Cecap e Aeroporto Guarulhos, além da Estação Engenheiro Goulart, integrando com a Linha-12 Safira; três novos bicicletários e uma passarela.

A linha deveria ter sido entregue antes da Copa do Mundo no Brasil, em 2014.

A previsão da nova linha é de atender a 120 mil passageiros/dia.

INVESTIMENTO

O investimento total do empreendimento é de R$ 2,3 bilhões, dos quais R$ 1,1 bilhão veio da AFD (Agência Francesa de Desenvolvimento) para implantação das obras civis e parte do sistema de energia, telecomunicações e sinalização. O BEI (Banco Europeu de Investimento) financiou R$ 316 milhões para aquisição de material rodante. A obra conta ainda com R$ 425 milhões do BNDES. O restante dos recursos veio do Governo do Estado.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Minia Masteguin B Araujo disse:

    Vcs jornalistas deveriam ajudar a população , exigindo a ligação do metrô até dentro do aeroporto.

  2. Adamo, boa tarde. Gostaria de saber, de pode questionar a prefeitura a respeito da estrutura viária na avenida Natália Zarif (paralela a linha e que recebe as estações Aeroporto e CECAP, sendo com acessos ao Terminal Taboão e Rodoviária/Hosp. Geral respectivamente). Até o momento nada foi feito, e temo o pior quando a operação da CPTM for 100%, pois atualmente a via já sofre com congestionamentos nos horários de pico.

    1. blogpontodeonibus disse:

      Podemos tentar.
      Prefeitura de Guarulhos, né

Deixe uma resposta