Linha 15-Prata do monotrilho será fechada na noite desta quarta-feira

Pelo terceiro dia consecutivo, a operação assistida também foi cancelada nesta quarta-feira

As estações Vila Prudente e Oratório ficarão inoperantes, voltando apenas às 4h40 da quinta-feira

JESSICA SILVA PARA O DIÁRIO DO TRANSPORTE

Mais uma vez, o Metrô vai fechar as estações Vila Prudente e Oratório, da Linha 15-Prata do monotrilho. O funcionamento será interrompido a partir das 21h desta quarta-feira, 25 de abril de 2018.

Segundo informações do Metrô, o fechamento será para continuar os testes do novo sistema de controle dos trens. As estações estão previstas para reabrir normalmente às 4h40 de amanhã de quinta-feira, 26.

“Durante o período de interdição, das 21h até meia-noite, os usuários da Linha 15-Prata serão atendidos gratuitamente por ônibus do sistema PAESE (Plano de Apoio entre Empresas em Situação de Emergência), que circularão no trecho entre as estações Oratório e Vila Prudente” – informou o Metrô, em nota.

OPERAÇÃO ASSISTIDA

Pelo terceiro dia consecutivo, a operação assistida foi cancelada nesta quarta-feira. A justificativa do Metrô é que a interrupção do funcionamento das estações ocorreu “em razão de um problema detectado num equipamento de via, que ainda está na garantia técnica, e passa por manutenção de equipes do Metrô e da empresa fornecedora”.

Relembre: Metrô cancela operação assistida na Linha 15-Prata pelo segundo dia consecutivo

O funcionamento do novo trecho do monotrilho ocorre nas quatro novas estações: São Lucas, Camilo Haddad, Vila Tolstói e Vila União. A operação assistida ocorre de segunda a sexta-feira, das 10h às 15h.

As novas estações foram inauguradas às pressas pelo ex-governador Geraldo Alckmin em seu último dia de governo.

A Linha-15 funciona em esquema de operação assistida entre as estações São Lucas e Vila União, de segunda a sexta-feira, das 10h às 15h. A linha ainda está em fase de testes no novo sistema de controle dos trens. Em 15 de abril, por exemplo, as estações ficaram fechadas ao público das 4h40 às 16h.

Relembre: Linha 15-Prata do monotrilho terá funcionamento interrompido no domingo

Em março, o funcionamento da linha foi interrompido diversas vezes para o mesmo objetivo, os testes no novo sistema de controle. As estações ficaram fechadas nos dias 3 e 4 de março, um fim de semana, e de 8 a 11 de março, conforme publicado pelo Diário de Transporte.

Relembre:

Operação das linhas 15-Prata do Monotrilho e 5-Lilás do Metrô tem alterações no fim de semana

Linha 15-Prata do monotrilho de São Paulo ficará fechada de quinta a domingo

HISTÓRICO

Em 6 de abril de 2018, o secretário e o ex-governador Geraldo Alckmin, em seu último dia à frente do Executivo Paulista, entregaram quatro estações da Linha 15-Prata: São Lucas, Camilo Haddad, Vila Tolstói e Vila União. O novo trecho possui 5,5 km de extensão.

As estações ficarão abertas de segunda a sexta-feira, das 10h às 15h, em operação assistida, sem cobrança de tarifa. O passageiro poderá seguir viagem até a Estação Oratório, onde será direcionado a embarcar para a área paga, caso queira seguir até a Vila Prudente.

Com as entregas, a linha 15 passa a ter 7,8 km de extensão, ligando a Vila União à Vila Prudente, estação que faz integração com a linha 2-Verde do Metrô.

A promessa do Governo do Estado é inaugurar as estações que restam até o final de junho deste ano. Quando estiver em plena operação, segundo Clodoaldo Pelissioni o trecho será servido por 27 trens de monotrilho, sendo que o trajeto entre São Mateus e Vila Prudente deve ser feito em aproximadamente 25 minutos.

Quanto à estação do Iguatemi Jardim Colonial, esta terá suas obras licitadas até junho e a expectativa é que ela esteja construída até 2021.

O secretário também declarou que, ainda neste ano, a empresa Scomi, da Malásia, deve entregar a primeira composição da Linha 17-Ouro de Monotrilho, prevista para ligar a estação Morumbi, da Linha 9-Esmeralda, à região do aeroporto de Congonhas. A Linha 17 foi concedida à iniciativa privada juntamente com a Linha 5-Lilás.

Leia mais em: Linha 15 do monotrilho terá operador privado até setembro, diz Pelissioni

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta