Prefeitura pode modificar proposta de extinções de linhas na licitação com o tempo, diz Octaviano Machado

Paulo Cezar Shingai - presidente da SPTrans e João Octaviano Machado Neto, secretário de Mobilidade e Transportes

Prefeitura diz que nenhuma alteração de linha será feita sem comunicação com a população

ADAMO BAZANI reportagem

JESSICA SILVA redação

O secretário de Mobilidade e Transportes da cidade de São Paulo, João Octaviano Machado Neto, garantiu na manhã desta terça-feira, 24 de abril de 2018, que a Prefeitura pode fazer alterações nas propostas de extinção de linhas que estão nos editais de licitação publicados hoje.

Entre 141 e 146 linhas, contando com as derivações, devem ser extintas. “As mudanças vão ocorrer entre 12 meses e 36 meses após a assinatura dos contratos. Ninguém vai ser pego de surpresa. Vamos ter encontros regionais, vamos usar as redes sociais, vamos discutir. E o sistema é dinâmico. Estes números são uma referência. Pode haver alterações” — disse Octaviano em entrevista coletiva que teve cobertura do Diário do Transporte nesta manhã.

Linhas Unificadas 190
Linhas Mantidas 694
Linhas Mantidas com ajustes 38
Linhas seccionadas 267
Novos Itinerários 44
Linhas noturnas 150 mantidas

A frota vai ser reduzida. Em relação à frota operacional, o total cairá de 13.591 para 12.945 ônibus.

CUSTOS

Nos 13 primeiros meses, não haverá redução de custos de operação, estimados em R$ 8,2 bilhões por ano. Ao longo dos 20 anos, os contratos serão de R$ 68,1 bilhões.

A Prefeitura também prometeu que a velocidade comercial dos ônibus vai aumentar de 18 km/h para a 20 km/ nas faixas à direita e de 20 km/h para 25 km/h nos corredores.

EMPREGOS

João Octaviano prometeu ainda que não haverá demissões por causa da redução da frota e de linhas. Ele disse que, ao longo do contrato, o próprio mercado de trabalho vai se ajustar.

O presidente do Sindimotoristas, Valdevan de Jesus “Noventa”, disse que o sindicato vai acompanhar de perto a manutenção dos postos de trabalho, mas não acredita em demissões em massa. Isso porque, segundo Noventa, as mudanças de linhas serão graduais e porque hoje há uma defasagem de três a quatro mil em mão de obra no setor de transportes. Essa desfasagem hoje é coberta por horas extras, que devem diminuir.

EDITAIS DEFINITIVOS

A gestão do prefeito Bruno Covas lançou no início da madrugada desta terça-feira, 24 de abril de 2018, os editais definitivos da licitação dos serviços de ônibus da cidade de São Paulo.

Relembre: Bruno Covas lança editais definitivos da licitação dos ônibus em São Paulo com contratos R$ 1,76 bilhão mais caros e 141 linhas a menos

1 comentário em Prefeitura pode modificar proposta de extinções de linhas na licitação com o tempo, diz Octaviano Machado

  1. Convivemos com o pior transporte publico do estado de Sao Paulo e quando chega nesta epoca da licitacao vem as promessa de um transporte melhor pode esquecer este vagabundos so sabe vender sonhos pros coitados dos bocas aberta do tb que ainda acredita no conto da carochinha pode esquecer que a sucataiada vai continuar a rodar

1 Trackback / Pingback

  1. Falta de infraestrutura pode comprometer nova rede de linhas em São Paulo, dizem empresas de ônibus – Diário do Transporte

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: